Anvisa suspende canela em pó com pelos de roedor e fragmentos de inseto

O lote contaminado é do produto da marca Prezunic

por João Paulo Martins 25/04/2018 09:55

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou no Diário Oficial da União (DOU) de terça, dia 24 de abril, a Resolução nº 1.020, que proíbe a comercialização e distribuição, em todo o território nacional, do lote da 31953 da canela em pó da marca Prezunic. Segundo a Anvisa, o produto está impróprio para o consumo.

Após análise efetuada pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) da Fundação Ezequiel Dias (Funed), em Belo Horizonte (MG), o resultado se mostrou insatisfatório para matérias estranhas. O Lacen-MG encontrou presença de fragmentos de pelos de roedor (que é um indicativo de risco para a saúde) e fragmentos de insetos (que representam falha de boas práticas) no referido lote de canela em pó.

Com isso, o produto, fabricado pela empresa CERTA Indústria e Comércio de Alimentos Ltda., que não possui endereço cadastrado na Anvisa, está proibido de ser comercializar e distribuído em todo o Brasil. Vale lembrar que a restrição é apenas para o lote 31953, que tem prazo de validade datado de fevereiro de 2019.

(com portal da Anvisa)

Últimas notícias

Comentários