Apesar da queda na produção, café brasileiro representa 36,6% da produção mundial

O tipo arábica é o de maior participação no comércio internacional

por Encontro Digital 19/07/2018 11:48

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Segundo dados divulgados pelo Relatório Sobre o Mercado de Café, da Organização Internacional do Café (OIC), a produção mundial do grão, da safra 2017/2018, está estimada em 158,56 milhões de sacas. Deste total,  o Brasil participa com a colheita de 58,04 milhões de sacas (60 kg) de café, o que equivale a 36,6% da produção mundial – são 44,33 milhões de sacas do tipo arábica e 13,71 milhões de robusta. Os cafezais brasileiros respondem por 45,6% do cultivo de café arábica em todo o mundo.

Com base nos números da safra global, se comparados com o período anterior, segundo a Embrapa Café, a produção deverá aumentar em quase todas as regiões produtoras do planeta. Está prevista elevação de 5,3% na África, continente que atingirá um volume total de 17,63 milhões de sacas. Também haverá aumento de 7,9% na produção dos países da Ásia e da Oceania, cuja safra foi estimado em 48,44 milhões de sacas. No México e na América Central o crescimento será de 7%, com cerca de 21,92 milhões de sacas de 60 kg. Mas, na cotnramão do mundo, as regiões cafeeiras da América do Sul devem apresentar uma redução média de 8,2% na produção, o que implicará uam colheita de aproximadamente 70,57 milhões de sacas.

Ainda conforme o relatório da OIC, no que concerne especificamente às exportações de café, o volume vendido ao exterior, em maio de 2018, foi de 9,27 milhões de sacas, o que representa uma redução de cerca de 12,4%, em comparação com o mesmo mês do ano passado. Contribuíram para esse declínio o fato de as exportações de cafés robustas terem diminuído 4,4%, as quais atingiram um volume de 3,65 milhões de sacas, e, mais que isso, as exportações de cafés arábicas também diminuíram 17%, chegando a 5,62 milhões de sacas.

(com assessoria de comunicação da Embrapa Café)

Últimas notícias

Comentários