Rogério Garcia Bousas, 45 anos

CEO do grupo Classic (Serenata)

por Marina Dias 16/03/2017 13:54

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.


Alexandre Rezende/Econtro
(foto: Alexandre Rezende/Econtro)
A frase "não traga problemas, traga soluções" cabe direitinho na história da família Bousas. Afinal, uma única loja de instrumentos musicais se tornou um grupo que envolve a terceira maior importadora de instrumentos do país, além de quatro lojas físicas Serenata, um portal na internet, marcas próprias com 400 produtos em linha e uma empresa de logística para suportar todo esse trâmite. A abertura dos portos, na era Collor, foi oportunidade para eles criarem a primeira marca própria, Michael, cujos produtos eram feitos na China, para, em seguida, serem vendidos no varejo daqui. Os instrumentos semiprofissionais não atendiam a um público à procura de algo mais simples, para primeira experiência. Então criaram nova marca, Vogga, com foco em produtos de primeiro preço. "Aí chegamos a um caos logístico", diz Rogério. Mas isso não foi problema: fundaram uma empresa de logística, Ícone, para prestar serviço para eles mesmos e outros negócios. "Nesse sentido, eu e meus irmãos somos sucessores, mas também fundadores", afirma. Quanto à próxima geração, Rogério diz que filhos e sobrinhos estão sendo preparados para serem bons acionistas e, sobretudo, empreendedores, muito mais do que executivos. "Mesmo porque não sabemos, no futuro, como será a relação das pessoas com a música e como vamos monetizar o negócio. Esse é o desafio", afirma.

Últimas notícias

Comentários