Suposto 'monstro' marinho intriga internautas

A imagem traz uma 'perturbação' no mar perto da Antártida

por João Paulo Martins 22/06/2016 09:20

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Google Maps/Reprodução
No Google Maps, essa estranha "perturbação" no mar próximo à Ilha Decepção, na Antártida, vem causando alvoroço na internet (foto: Google Maps/Reprodução)
Hoje em dia, qualquer imagem estranha ou sem uma explicação evidente acaba gerando muita repercussão na internet. É o caso de um suposto "monstro" marinho que foi descoberto por um internauta nas proximidades da Deception Island (Ilha Decepção), que fica ao sul da Terra do Fogo, na Argentina, e faz parte da Antártida. Na verdade, trata-se de uma formação estranha, que parece causar uma perturbação no oceano Atlântico.

Qualquer pessoa pode acessar o Google Maps e conferir se a polêmica tem fundamento ou não. Alguns internautas chegaram a associar a estranha imagem ao famoso monstro mitológico Kraken, que já foi retratado diversas vezes no cinema, incluindo nos filmes Fúria de Titãs (1981 e 2010) e Piratas do Caribe: O Baú da Morte (2006).

Porém, o biólogo americano Andrew David Thaler, responsável pelo site Southern Fried Science, especializado em ciência marinha e conservacionismo, conseguiu provar que o "Kraken", na realidade, não passa de uma formação rochosa vulcânica com 120 m de altura. "Google Maps está cheio de coisas estranhas. O planeta está cheio de coisas estranhas. As coisas estranhas são fascinantes", diz Andrew no texto que traz a explicação sobre o "monstro" marinho.

O biólogo teve acesso a uma carta náutica das proximidades da Ilha Decepção e descobriu que o "Kraken" é chamado de Sail Rock (Rocha dos Navegantes). Na opinião do especialista, a forma peculiar dessa estrutura oceânica lembra mais um navio afundando do que alguma criatura mitológica.

Confira, abaixo, à reprodução da carta náutica com a indicação da Sail Rock (detalhe), ou melhor, do "monstro" marinho que parou a internet:

Foto: Maps.pgc.umn.edu/Reprodução e Andeangeology.cl/Reprodução

Últimas notícias

Comentários