Construção de complexo esportivo no Morro das Pedras, em BH, está paralisada

A 'vila olímpica', que deveria ser entregue em setembro deste ano, pode atender até 5 mil crianças, adolescentes e moradores da área carente

por Marcelo Fraga 15/09/2016 10:25

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Google Earth/Reprodução
Previsto para atender 600 crianças e comportar até 5 mil pessoas, o complexo esportivo do Morro das Pedras, na região oeste de Belo Horizonte, está com as obras paralisadas (foto: Google Earth/Reprodução)
O Morro das Pedras, localizado na região oeste de Belo Horizonte e um dos maiores aglomerados da capital mineira, deveria ganhar um importante complexo esportivo em setembro deste ano. Entretanto, as obras, de responsabilidade da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), estão paralisadas.

Segundo a Companhia Urbanizadora de Belo Horizonte (Urbel) – autarquia vinculada à PBH –, o complexo, batizado de Vila Olímpica do Morro das Pedras, teve sua construção interrompida por causa de um atraso no repasse de verbas por parte do governo federal. "No primeiro semestre de 2016, houve grande irregularidade nos repasses de recursos da união, o que levou a empresa, junto com a PBH, a avaliar a situação e paralisar as obras neste ano", argumenta a Urbel, por meio de nota enviada à Encontro.

Ainda de acordo com a autarquia, a prefeitura da capital mineira poderia concluir a obra utilizando recursos próprios para, mais tarde, ser reembolsada pela União. No entanto, a Urbel explica que esta opção foi descartada devido ao cenário econômico atual, "que impossibilitou a PBH de arcar com a parte da união".

O complexo esportivo do Morro das Pedras está sendo construído próximo ao bairro Nova Granada, entre as avenidas Barão Homem de Melo e Silva Lobo. Segundo informações do site da PBH, o projeto da "vila olímpica" prevê um campo de futebol com dimensões oficiais (105 m x 68 m), além de uma quadra poliesportiva, pista de atletismo e academia a céu aberto. O local também deve receber vestiários e um estacionamento com 54 vagas, além de arquibancada com capacidade para 800 espectadores. Ao todo, 5 mil pessoas poderiam se beneficiar do espaço de lazer e esporte.

Prejuízo social

De acordo com um dos instrutores do projeto Fica Vivo (que oferece atividades culturais e esportivas diversas gratuitamente para jovens moradores de áreas pobres) no Morro das Pedras, o atraso na conclusão do complexo esportivo prejudica as crianças e adolescentes da comunidade. "A Vila Olímpica é um grande sonho da maioria dos moradores da comunidade, principalmente das mais de 600 crianças que seriam beneficiadas pelo complexo esportivo", conta o instrutor, que preferiu não ser identificado.

Apesar do atraso, ele, que também é morador do Morro das Pedras, diz que está esperançoso para que as obras sejam concluídas até o ano próximo ano. "Infelizmente, houve esse atraso, mas a gente espera que tudo fique pronto em 2017. Isso resolveria muitos problemas que temos aqui na comunidade. Para nós, significa mais esporte e menos violência", completa o instrutor do Fica Vivo.

Últimas notícias

Comentários