Publicidade

Estado de Minas POLêMICA

Destruição das torres gêmeas do World Trade Center foi causada por bombas?

Artigo científico polêmico desmente teoria de que os prédios caíram pelo impacto dos aviões


postado em 20/09/2016 16:54

A revista cientifica EuroPhysics News publicou um artigo muito polêmico no dia 11 de setembro de 2016. Especialistas na área da física demonstram que a causa da destruição das torres do World Trade Center (WTC), em 2001, na verdade, não foi devido ao ataque terrorista, e sim, a uma explosão direcionada.

A publicação está dando o que falar no mundo, devido à nova versão para o maior ataque terrorista já sofrido pelos Estados Unidos, e justamente quando se completam 15 anos do incidente em Nova Iorque.

Aqui estão os responsáveis pelo artigo: Steven Jones, ex-professor da Universidade Brigham Young, dos EUA; Robert Korol, professor emérito de Engenharia Civil na Universidade McMaster, no Canadá; Anthony Szamboti, engenheiro mecânico; e Ted Walter, escritor, autor de Arquitetos e Engenheiros pela Verdade por Trás da Desinformação do 11/9. Eles defendem a tese de que os edifícios do WTC foram destruídos não pelos dois aviões, mas por explosões direcionadas.

Os editores da EuroPhysics, Victor R. Verlasco e Jo Hermans, concederam entrevista à agência russa de notícias Sputnik, na Alemanha. Segundo os responsáveis pela nova polêmica, vários grupos de cientistas, incluindo alguns da Universidade de Purdue, nos EUA, realizaram simulações do mais famoso incidente da história contemporânea e os resultados foram diferentes do que se imaginava.

"Não temos razões para por em dúvida a versão oficial dos EUA, mas é evidente que existem diversas lacunas", dizem os editores da revista.

Eles esperam que o artigo lance uma discussão que ajude a esclarecer a verdade sobre os fatos do 11/9, mas pelo viés da ciência, e não como uma simples teoria da conspiração. Os redatores dizem que tinham muitas dúvidas sobre a versão da explosão direcionada, mas eles compreendem que é necessário compartilhar esta versão.

Quanto às reações dos leitores e da mídia mundial, Victor R. Verlasco e Jo Hermans reconhecem que alguns meios de comunicação comentaram sobre o polêmico artigo. "Mas, não sabemos nada sobre os comentários da mídia norte-americana. Vários leitores responderam com críticas. O importante é que cientistas independentes podem ler os argumentos apresentados pelos autores e podem apresentar seus próprios argumentos para desmenti-los, se for o caso", esclarecem os editores da EuroPhysics News.

(com Agência Sputnik)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade