Relembre acidentes aéreos envolvendo equipes de futebol e esportistas de outras áreas

A tragédia com o time da Chapecoense trouxe de volta a triste lembrança da perda no mundo do esporte

por Encontro Digital 29/11/2016 11:28

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
O acidente do voo que levava a Chapecoense trouxe à lembrança diversas tragédias envolvendo esportistas, como em 2011, com a morte da equipe de hóquei Lokomotiv, da Rússia (foto: Pixabay)
Todo o mundo está consternado com a queda na Colômbia do avião com 81 pessoas a bordo, incluindo os jogadores e a diretoria da equipe Chapecoense, de Santa Catarina. Infelizmente, de todos a bordo, apenas cinco pessoas sobreviveram.

A tragédia na região da cordilheira dos Andes, próximo à cidade colombiana de Medelin, trouxe à lembrança alguns acidentes aéreos que também vitimaram equipes inteiras, incluindo a seleção de Zâmbia, em 1993.

A agência de notícias russa Sputnik Persa lembra outros casos conhecidos de acidentes aéreos envolvendo atletas:

Em 7 de setembro de 2011: um avião Yak-42, da companha aérea Yak Service, caiu durante a descolagem no aeroporto de Tanusha na região de Yaroslavl (Rússia). No avião seguia a equipe de hóquei Lokomotiv (de Yaroslavl), que voava para um jogo em Minsk. Duas das 45 pessoas que estavam a bordo foram salvas.

Em 15 de julho de 2009: no noroeste do Irã caiu um avião Tu-154M da empresa iraniana Caspian Airlines, que fazia um voo de Teerã para Erevan. A equipe iraniana juvenil de judô estava a bordo. Os esportistas voavam para a Armênia para treinos, depois eles iriam seguir para a Hungria para participar em competições. Todas as 168 pessoas que estavam a bordo morreram.

Em 24 de agosto de 2008: no Quirguistão caiu um Boeing-737, que fazia o voo de Bishkek a Teerã. Na aeronave seguiam, entre outros, 17 membros da equipe de voleibol nacional juvenil do Irã, dez dos quais morreram. Das 90 pessoas que iam no avião, 25 conseguiram salvar-se.

Em 27 de abril de 1993: perto do Gabão (África), um avião DHC-5 Buffalo que transportava membros da equipa de futebol da Zâmbia caiu no mar por causa de problemas no motor. No total, 30 pessoas morreram, incluindo 18 jogadores de futebol.

Em 7 de junho de 1989: no aeroporto da capital do Suriname, Paramaribo (América do Sul), houve um acidente aéreo envolvendo um avião de série DC-8-60, matando 23 futebolista holandeses de origem surinamesa que estavam a bordo. Ao todo, morreram 176 pessoas (187 passageiros e tripulantes).

Em 14 de março de 1980: um acidente aéreo com um avião polonês Il-62 perto de Varsóvia (Polónia) matou 22 membros da seleção nacional de boxe dos EUA.

Em 11 de agosto de 1979: sobre a cidade de Dniprodzerzhynsk (Ucrânia), um avião Tu-134, que voava de Tashkent a Minsk, colidiu com outro avião, voando de Cheliabinsk para Chisinau. O acidente provocou 178 vítimas mortais (165 passageiros e 13 tripulantes), incluindo 17 membros da equipa de futebol Pakhtakor do Uzbequistão. A equipe viajava para Minsk para o jogo com a equipe local Dínamo.

Em 29 de novembro de 1975: em outro acidente aéreo provocou a morte da equipe de pilotos de Fórmula 1 Embassy Racing de Graham Hil. O avião de seis lugares Piper Aztec, que transportava a equipe de pilotos de França a Londres, caiu e pegou fogo na aterragem.

Em 3 de abril de 1961: houve mais um acidente aéreo com um avião Douglas C-47A na Cordilheira do Chile. A catástrofe resultou na morte de todos os que seguiam a bordo – a equipe de futebol chilena Green Cross e os membros da tripulação (24 pessoas).

Em 15 de fevereiro de 1961: um avião Boeing-707 da companhia Sabena, que estava voando de Nova York para Bruxelas, caiu ao aterrissar. Todos os que estavam a bordo (72 pessoas) morreram, bem como uma pessoa em terra. O acidente matou a equipe dos EUA da patinação artística (34 esportistas e treinador), que se dirigia para o Campeonato Mundial em Praga (Tchecoslováquia). O Campeonato Mundial de Patinação em 1961 foi cancelado em sinal de pesar para com as vítimas.

Em 6 de fevereiro de 1958: no aeroporto de Munique (Alemanha) ao tentar decolar, caiu um avião onde viajavam os jogadores da equipe inglesa Manchester United. O acidente matou as 23 pessoas que estavam a bordo, incluindo 8 esportistas, o treinador, o secretário da equipe, um dos diretores da Manchester United e oito correspondentes esportivos.

Em 4 de maio de 1949: um acidente aéreo perto de Turim (Itália) resultou na morte de toda a equipa do clube de futebol Torino e dos restantes passageiros (31 pessoas, incluindo jornalistas, funcionários e o treinador).

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários