Cuidado com a dieta alcalina que já causou vítimas fatais nos Estados Unidos

Criada pelo escritor Robert O. Young, a dieta prevê o consumo de alimentos com pH elevado e ausência de qualquer ingrediente ácido

por Vinícius Andrade 22/02/2017 08:10

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Segundo a dieta alcalina criada pelo escritor Robert O. Young, só devem ser ingeridos alimentos básicos, como algumas verduras e legumes, sendo proibido o consumo de produtos ácidos (foto: Pixabay)
Uma militar britânica chamada Naima Houder-Mohammed foi diagnosticada com câncer de mama em 2010. Ele se tratou e foi considerada curada, mas, em 2012, o tumor retornou. A situação da mulher era tão grave que os médicos ofereceram um tratamento paliativo até a sua morte. Sem querer entregar os pontos, Naima recorreu a procedimentos alternativos, na esperança de ser curada.

Foi então que, pesquisando no Google, ela descobriu a dieta alcalina, desenvolvida pelo escritor americano Robert O. Young, autor de livros sobre Medicina alternativa. Em uma de suas obras, intitulada O Milagre do pH, que vendeu milhões de cópias, o 'especialista' recomenda o equilíbrio da acidez do corpo por meio do consumo de alimentos básicos (que não são ácidos), como folhas verde-escuras, temperos naturais e legumes.

Naima se dispôs a pagar US$ 3 mil ( cerca de R$ 9,5 mil) por dia para iniciar o tratamento, mas o resultado não surtiu o efeito desejado. Depois de três meses sob os cuidados de Robert Young, a mulher não resistiu e morreu aos 27 anos. O método incluía infusões intravenosas de uma solução alcalina feita com bicarbonato de sódio.

As atividades o escritor começaram a ser investigadas pelo Conselho de Medicina do estado da Califórnia, nos Estados Unidos. Foram identificados 15 pacientes que passaram pelo centro de reabilitação e acabaram morrendo. No ano passado, Young foi considerado culpado por praticar Medicina sem licença e ainda enfrentou um escândalo, ao descobrirem que seu diploma de PhD era comprado.

Palavra de especialista

Apesar da farsa de Young, muitas pessoas continuam aderindo à dieta alcalina, com base em outros estudos e autores, como é o caso da modelo Victoria Beckham e do cantor Robbie Williams, que seguiram o plano alimentar do livro Honestly Healthy, de Natasha Corrett – meia-irmã da atriz Sienna Miller. Alimentos muito ácidos, como refrigerantes e frituras, estão fora do cardápio.

Segundo o nutricionista Cezar de Azevedo, do Conselho Regional de Nutricionistas da 3ª Região, não é necessário nenhum artifício para que o organismo elimine as toxinas, já que um corpo saudável faz isso por meio da ação hepática e renal. "Uma boa ingestão hídrica, à base de água, sucos naturais, caldos de vegetais, são suficientes para manter o corpo hidratado e favorecer a eliminação de resíduos [metabólitos] pela urina", afirma o especialista.

Alguns adeptos da dieta alcalina acreditam na tese de que ela ajuda a reduzir a gordura localizada , argumento rechaçado pelo nutricionista. "É no mínimo cômica essa atribuição dessa e de qualquer dieta", ironiza Cezar.

Benefícios

De acordo com o nutricionista, não existem estudos científicos que relatem qualquer efeito benéfico relacionado à dieta alcalina. Mas, pelos alimentos que compõem o modelo alimentar, o especialista destaca alguns benefícios. "Como é baseada em diversidade de alimentos, com a presença de vegetais, há maior disponibilidade de nutrientes antioxidantes, vitaminas, minerais e compostos bioativos 'ativadores hepáticos e renais'. Portanto, favorece o bom funcionamento orgânico pelo equilíbrio de nutrientes. Mas, jamais se deve atribuir a essa dieta 'poderes mágicos'", ressalta o especialista.

Prejuízos

Como a dieta não contempla alimentos com baixo pH, o nutricionista alerta para possíveis carências. "Pode haver deficiência de alguns metais essenciais, como o ferro e zinco, pois as carnes, ovos e peixes são considerados 'muito ácidos' e não podem compor a dieta alcalina", comenta Cezar de Azevedo.

Últimas notícias

Comentários