Documento da CIA: militares russos teriam abatido um óvni e acabaram transformados em pedra

O estranho relato seria uma tradução de uma matéria de 1993 do jornal russo Ternopil Vechirniy

por João Paulo Martins 13/03/2017 11:45

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Um relato divulgado pela CIA mostra que militares russos supostamente tiveram contato com seres extraterrestres e 23 deles teriam sido transformados em pedra (foto: Pixabay)
A Agência Central de Inteligência (CIA) dos Estados Unidos já disponibilizou para o público milhares de documentos relacionados a avistamentos e supostos incidentes envolvendo discos voadores. Um deles está chamando a atenção ao relatar o suposto ataque de militares russos a um óvni, na Sibéria, que teria resultado na transformação de 23 soldados em estátuas de pedra.

O estranho arquivo da CIA trata-se de uma tradução de uma matéria supostamente publicada no jornal ucraniano Ternopil Vechirniy em 27 de março de 1993. De acordo com o texto, muitos documentos que pertenciam à agência russa de espionagem KGB teriam chegado às mãos da CIA após o colapso da União Soviética, em 1991. Nos arquivos que os americanos receberam estariam incluídas 250 páginas de um dossiê sobre um bizarro encontro entre militares e um óvni, com fotografias e testemunhos.

O suposto incidente reportado pelo Ternopil Vechirniy teria ocorrido na região da Sibéria, no extremo oriente da Rússia, enquanto militares realizavam treinamentos de rotina. De acordo com o documento, em certo momento, um dos soldados lançou um míssil terra-ar contra um objeto voador não-identificado. "Ele [óvni] caiu no solo, não muito longe, e cinco humanoides baixos com grandes cabeças e largos olhos negros saíram de dentro dele", diz o texto divulgado pela CIA. O testemunho do bizarro encontro extraterrestre teria sido dado por dois militares que supostamente sobreviveram ao "incidente". Ainda segundo o relato, quando os alienígenas conseguiram sair dos destroços da nave, eles se juntaram e formaram uma espécie de bola de luz que "zumbia e sibilava". De repente, ela explodiu e 23 soldados que a observavam teriam sido transformados em pedra, instantaneamente. Apenas dois deles sobreviveram, porque, de acordo com o documento, teriam ficado na sombra, protegidos da luz da explosão.

"O documento da KGB diz que os destroços do óvni e os soldados 'petrificados' teriam sido levados para uma instalação científica secreta nas proximidades de Moscou [capital da Rússia]. Especialistas dizem que a fonte de energia capaz de transformar instantaneamente a estrutura orgânica dos militares em uma substância de composição parecida com o calcário ainda é desconhecida", informa o texto que a Agência Central de Inteligência dos EUA tornou público.

Não se sabe porque a CIA estaria interessada em traduzir um artigo jornalístico desse periódico ucraniano. Porém, como consta no arquivo, a fonte da informação usada pela agência americana seria o site Weekly World News, do Canadá, que é conhecido por trazer notícias bizarras e fictícias.

Veja, abaixo, o documento liberado pela CIA:

Últimas notícias

Comentários