Um cão pode responder à voz do dono no telefone?

Vídeo em que cachorro da raça whippet 'responde' à voz da dona chama a atenção

por Vinícius Andrade 10/03/2017 08:11

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Facebook/Juliana Matesick/Reprodução
O cãozinho Romeu, da raça whippet, recebe o telefonema de sua dona, uma empresária de Balneário Camboriú, todos os dias (foto: Facebook/Juliana Matesick/Reprodução)
Mesmo não sendo suficiente para "matar" a saudade, alguns minutinhos no telefone podem amenizar a agonia pela distância da pessoa amada. No caso da empresária Juliana Matesick, de 30 anos, esse recurso vem sendo utilizado para atenuar a falta de Romeu, um cão da raça whippet, de 4 anos, que convivera com ela durante três anos, até que, no ano passado, ela precisou se mudar de Balneário Camboriú (SC), onde morava, para Curitiba (PR).

Juliana não pôde levar o amiguinho. Porém, para não deixá-lo com "saudades", ela passou a ligar para o pet todos os dias. E não é que ele "responde"? Segundo a empresária, o cachorro passou a "responder naturalmente" ao seu tom de voz durante a ligação. A dona afirma conversar com o bichinho e uma gravação desse "diálogo" está fazendo sucesso na internet.

Confira, abaixo, o vídeo da empresária telefonando para Romeu:


Isso é possível?

Segundo o médico veterinário Amaury Carabetti, essa prática dos donos de ligar para os pets é bastante comum. "Os animais reagem, sim, a essas conversas, escutam a voz do dono, mesmo que estejam um pouco distorcidas. É normal o animal se despertar e abanar o rabinho, mas não podemos chamar de diálogo", diz o especialista.

O veterinário não condena a prática, mas alerta que é preciso estar atento para não deixar o cachorro ansioso. "Se o animal fica tranquilo, não vejo inconveniente nenhum. Mas, se ele entra em desespero e late excessivamente, pode ser um sinal de ansiedade, o que pode deprimi-lo. Cada dono precisa ter o discernimento para saber se está atrapalhando o animal ou não", destaca Amaury.

Últimas notícias

Comentários