É normal que as crianças passem a comer menos, diz médico

Os pais não devem forçar a alimentação dos filhos, para não estragar o hábito alimentar deles

por Encontro Digital 31/08/2017 09:57

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Como mostra o nutrólogo, é normal que as crianças passem a comer menos ao longo do tempo. Portanto, os pais não devem forçar os filhos na hora da alimentação (foto: Pixabay)
A falta de apetite dos filhos é uma preocupação muito comum entre mães e pais. Porém, como explica o médico Ary Lopes Cardoso, chefe do setor de Nutrologia do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da de Medicina da USP, não há motivo para tanto alarde.

Segundo Cardoso, durante o primeiro ano de vida, as crianças, em média, triplicam o peso de nascimento. Essa taxa de crescimento altíssima não encontra par em nenhuma outra idade. Ao longo dos anos, a razão de desenvolvimento do peso diminui, juntamente com o apetite. Portanto, tranquiliza o pediatra, é normal que as crianças comam menos. "É uma preocupação comum nas mães. Elas esbarram em conceitos que nem sempre são adequados e em explicações que, normalmente, acabam não satisfazendo as mães", diz o especialista.

O médico esclarece que as mães acabam cometendo cinco erros clássicos na hora da alimentação, quando percebem que a criança está sem apetite. "Primeiro erro é a insistência. Segundo, ela fica 'irradiando' a refeição do filho, ou seja, se coloca do lado dele e fica dizendo que deve comer para crescer, para poder passear etc. Em terceiro, ela usa brincadeiras. Antes era o aviãozinho, hoje, são os aplicativos para tablet e celular. O quarto erro é quando a mãe vê que não teve êxito e passa a forçar o filho, obrigando-o a comer. Por fim, vem a substituição da comida. Normalmente, a criança acaba ganhando uma mamadeira. Isso acaba condicionando o pequeno a não comer, porque sabe que vai ganhar a mamadeira", diz o nutrólogo.

Ary Cardoso pede que os pais não insistam nem forcem os filhos na hora da comida. Esse tipo de medida acaba prejudicando os hábitos alimentares.

Quando é preciso corrigir a rotina alimentar da criança, o médico insiste que os pais devem ensinar os filhos a comer o que está à mesa, nos horários corretos. Disciplina se aprende desde o nascimento, enfatiza Cardoso.

(com Rádio USP)

Últimas notícias

Comentários