Publicidade

Estado de Minas BEM-ESTAR

Sempre busque informação antes de tomar algum remédio

Os medicamentos podem causar efeitos colaterais diferentes em cada paciente


postado em 08/08/2017 09:51

Seja por falta de informação, por preguiça de ler a bula, seja pela automedicação, o uso inadequado de medicamentos está entre as principais causas de morte no mundo, de acordo com a professora Julieta Mieko Ueta, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto, da USP.

Segundo a especialista, o hábito de consumir remédios sem orientação médica é uma questão importante. Por exemplo, dor de cabeça pode ser resolvida com a automedicação, mas o profissional da Medicina deve orientar qual é o mais indicado para o paciente, principalmente para grupos de risco, como idosos e crianças. "É preciso conhecer o que o seu corpo permite e qual substância pode fazer mal", completa a professora, em entrevista para a Rádio USP.

Com isso, as informações dadas por quem prescreve, bem como as orientações do farmacêutico e a leitura da bula contribuem para que o paciente saiba o que o medicamento pode causar. Entretanto, Julieta Ueta alerta que as contraindicações e as precauções relacionadas aos fármacos variam de acordo com cada paciente.

A professora lembra, ainda, que o farmacêutico é o profissional responsável pela elaboração dos medicamentos, que são formados por substâncias ativas que causam efeitos no organismo. Os remédios se apresentam de diversas formas, como comprimidos, drágeas, xarope, colírio, gota, gel e cremes que facilitam o uso.

Vale dizer também que muitos medicamentos possuem similares e genéricos no mercado, ambos possuem a mesma eficácia do composto original. "Eles possuem a mesma composição, efeito e finalidade terapêutica", comenta a especialista.

(com Rádio USP)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade