Com a tecnologia, cresce número de vítimas da miopia

Crianças e adolescentes passam muito tempo usando celular, tablet e computador

por Da redação com assessorias 06/10/2017 09:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Como se sabe, a miopia é um problema de visão que faz com que a pessoa enxergue bem somente o que está logo à sua frente, impossibilitando que se veja à distância. Atualmente, com a sociedade cada vez mais dependente de aparelhos eletrônicos, especialmente os celulares, crianças e jovens estão se tornando míopes com maior frequência.

De acordo com o oftalmologista Renato Neves, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, de São Paulo, quem lê ou estuda muitas horas por dia deve estar sempre atento aos sintomas de miopia. "Se a pessoa perceber que está aumentando sua dificuldade para enxergar o que está longe, como aquilo que o professor escreve no quadro-negro ou até mesmo placas de ruas, por exemplo, ela deve reportar o problema a seus pais e agendar um exame oftalmológico o quanto antes. Caso contrário, é natural que sua reação seja evitar tudo o que traz desconforto visual, limitando suas atividades", esclarece o médico.

O especialista lembra quais são os principais sintomas da miopia: dificuldade para enxergar ao longe; forçar os olhos (quase fechando) para enxergar com mais definição; reclamar de dor de cabeça constante (principalmente depois de ler ou estudar por muitas horas); piscar excessivamente; coçar os olhos com frequência; e dificuldade ao dirigir (principalmente à noite). "A miopia costuma ser diagnosticada geralmente entre a infância e a adolescência, quando a criança começa a manifestar esses sintomas ou ainda apresentar notas baixas. Pode acontecer de os pais e professores notarem que a criança está sentando sempre mais perto da TV ou da primeira fileira da sala de aula, apertando os olhos na tentativa de ver melhor", afirma o oftalmologista.

Segundo Renato Neves, o primeiro exame de visão deve ser feito antes dos seis meses de vida. Depois, quando a criança estiver sendo alfabetizada. A partir desse ponto, é importante visitar o oftalmologista a cada dois anos até o término do ensino fundamental e mais uma vez durante o ensino médio – ou assim que a pessoa sentir dificuldade para enxergar.

"Existem três formas de tratar a miopia: óculos, lentes de contato e cirurgia corretiva a laser. A primeira forma é ideal para crianças. A partir do momento em que o adolescente é capaz de cuidar da higienização de suas lentes, ele tem mais essa opção para enxergar melhor. Já depois dos 18 anos, a cirurgia refrativa melhora a visão e reduz a necessidade de usar óculos ou lentes de contato. Para quem tem dúvidas sobre o laser, ele pode ser explicado como um feixe de luz ultravioleta invisível e sem calor que, através de um controle digital, retira camadas de tecidos com precisão microscópica, devolvendo a visão normal ao paciente", explica o médico.

Últimas notícias

Comentários