Produção de peixes cresce em Minas Gerais

Estado já é o sexto maior produtor de pescados no Brasil

por Encontro Digital 03/10/2017 11:39

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Emater-MG/Divulgação
Segundo o IBGE, Minas Gerais é o sexto maior produtor de peixes no Brasil. Em 2016, foram pescadas 32,8 mil toneladas, o que equivale a um aumento de 48,4% em relação a 2015 (foto: Emater-MG/Divulgação)
A piscicultura vem se consolidando uma importante atividade econômica na agropecuária de Minas Gerais. A mais recente prova disso veio com a divulgação pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de que, em 2016, o estado passou a ocupar o sexto lugar no ranking nacional dos maiores criadores de peixes. No ano anterior, Minas ocupava o oitavo lugar na lista. Os números fazem parte da Pesquisa Agropecuária Municipal, publicada anualmente pelo instituto.

Em 2016, a produção de peixes em Minas Gerais foi de 32,8 mil toneladas. Um crescimento de 48,4% em relação a 2015, quando o estado produziu 22,1 mil toneladas. De acordo com o IBGE, a produção mineira representa 6,5% do total no país e gerou, no ano passado, R$ 211 milhões.

"Esse crescimento estadual vem sido verificado já há algum tempo. Acreditamos que, em breve, Minas Gerais irá ocupar o quarto lugar na lista de maiores criadores, com produção superior a 40 mil toneladas de peixe", comenta Vanessa Gaudereto, assessora técnica de Pesca e Piscicultura da Emater-MG.

Ela explica que o aumento verificado na produção mineira é o resultado da maior integração entre criadores e o poder público. "A participação dos produtores na tomada de decisões vem crescendo. E o estado busca adequar a legislação à realidade dos produtores para incentivar as criações, como exemplo temos a consulta pública proposta pela secretaria de estado de Meio Ambiente para alteração da Deliberação Normativa 74, que deverá trazer grandes avanços na legalização da piscicultura em Minas", comenta a assessora.

Em todo o país, a criação de peixes de água doce movimentou R$ 3,2 bilhões, com 507 mil toneladas. O estado de Rondônia lidera a produção. A pesquisa do IBGE mostra que a tilápia é o peixe mais criado no Brasil, com 47,1% do total. Em seguida aparece o tambaqui, que representa 27%.

Em Minas, a tilápia também é a espécie mais cultivada, com 94% do total de peixes produzidos. A Emater-MG estima que existem cerca de 4,6 mil piscicultores no estado, a maioria formada por agricultores familiares.

No estado, a cidade que se destacou na lista de piscicultura do IBGE é Morada Nova de Minas, às margens da represa de Três Marias. Ela aparece em segundo lugar entre os maiores produtores de tilápia do país, com 8,74 mil toneladas, somente atrás do município de Orós (CE).

(com Agência Minas)

Últimas notícias

Comentários