Volkswagen Fox está no 'corredor da morte'?

Apesar da montadora não confirmar, tudo indica que o modelo hatch será retirado do mercado

por Fábio Doyle 16/03/2018 08:09

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Volkswagen/Divulgação
Apesar de ter sido um sucesso de vendas no mercado brasileiro até 2012, tudo indica que o Fox da Volkswagen deixará de ser produzido (foto: Volkswagen/Divulgação)
O tempo é implacável, para os carros também. Nossa leitora Simone (nome fictício, a pedido) entrou há poucos dias em uma concessionária Volkswagen decidida a sair de lá ao volante de um Fox. Qual não foi sua surpresa quando o vendedor, quase sussurrando, aconselhou que pensasse melhor sobre sua decisão, uma vez que, segundo ele (não identificado por razões óbvias) o Fox deverá em breve sair de linha.

Isso bastou para ela colocar o talão de cheques de volta na bolsa, agradecer a franqueza do vendedor e ir para casa pensar em uma alternativa.

A Volkswagen do Brasil não confirma e nem desmente a informação do vendedor, mas uma rápida análise dos números e na história desse hatchback da VW mostra que ele deve estar mesmo percorrendo o "corredor final de sua existência".

É uma história de sucesso, que teve início 15 anos atrás, no final de 2003. De 2005 a 2012, ano em que emplacou 167,7 mil unidades no Brasil, segundo relatório da Fenabrave – associação de revendedores – o Fox foi líder de vendas do segmento de hatches pequenos. De lá para cá, com a chegada de vários novos concorrentes os resultados vêm caindo. Fechou 2017 com 42,7 mil unidades vendidas. Isso é um claro indicador de que deste ano não passa.

Outro sintoma que reflete do fim da caminhada do Fox no mercado é o fato de o modelo ser atualmente oferecido em apenas duas versões, a Xtreme e a Connect. Em outros tempos a oferta chegou a abranger nada menos do que nove versões do hatch.

Nada demais. É, mais uma vez, a história que se repete. Basta lembrar que quando o Fox foi lançado, em 2003, ele veio para substituir o antigo Polo. Agora, é a sua vez de se retirar de cena para dar lugar a um novo, mais moderno e atualizado Polo. Quem sabe daqui a 15 anos, um novo Fox sairá do forno da VW para o mercado?

A Volkswagen do Brasil cumpre seu papel de, por enquanto, não confirmar a informação. Por meio de sua assessoria de imprensa, a montadora alemã respondeu à consulta da Encontro dizendo que "o modelo Fox é oferecido no mercado brasileiro nas versões Connect e Xtreme, oferecendo excelente custo-benefício para os clientes do segmento de compactos. O Novo Polo está posicionado no segmento de compactos premium, sendo, portanto, um modelo complementar no portfólio de produtos da Volkswagen. Dessa forma, a empresa está oferecendo o portfólio de hatches mais completo do mercado, com os modelos Gol, up!, Fox, Polo e Golf, cada um desenvolvido para um público-alvo específico".

Para os que pensam em comprar um VW Fox, cabe lembrar que decidir por um modelo que está em fim de linha pode não ser um negócio ruim. Na fase final de suas "vidas", esses carros entram em oferta com atrativas promoções, preços competitivos e equipado sem custo adicional com acessórios e itens que normalmente seriam opcionais. E esse parece ser o caso do Fox. De acordo com pesquisas realizadas pela reportagem, no mercado de Belo Horizonte, o modelo está sendo ofertado em sua versão Connect com motor 1.6 e bem equipado, pelo mesmo preço sugerido da versão 1.0 (motor aspirado) do quase recém-nascido novo Polo.

A decisão balança entre ter um carro que sirva como meio de transporte adequado, confortável, seguro com ótima relação custo/benefício ou, então, fazer questão de rodar em um carro que seja novidade e na hora da revenda tenha maior liquidez.

Volume de emplacamento do Fox, ano a ano, segundo a Fenabrave:

  • 2003: seis mil
  • 2004: 54.383
  • 2005: 94.962
  • 2006: 107,6 mil
  • 2007: 126.291
  • 2008: 115.059
  • 2009: 129.179
  • 2010: 143.768
  • 2011: 121.584
  • 2012: 167.683
  • 2013: 129.925
  • 2014: 101.336
  • 2015: 79.590
  • 2016: 43.727
  • 2017: 42.716

Últimas notícias

Comentários