Anatel quer ouvir população sobre telemarketing

As ligações indesejadas das operadoras de telefonia estão entre os temas abordados pela agência

por Encontro Digital 20/04/2018 09:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) quer atualizar o regulamento que rege os serviços de telemarketing. Para tanto, a agência abriu uma consulta pública para colher informação da sociedade sobre atendimento, transparência, oferta e contratação de serviços. O serviço é um dos pontos que mais recebe reclamações dos usuários dos serviços de telecomunicações.

As contribuições serão recebidas pela Anatel até o dia 18 de maio.

O principal tema abordado são as ligações de telemarketing recebidas sem o consentimento do consumidor. De acordo com a agência reguladora, o consumidor brasileiro recebe cerca de 20 ligações indesejadas por mês.

"Entre as soluções, está a de se manter a regra atual, proibição do envio sem consentimento apenas para empresas da telefonia móvel, ou a de se criar um cadastro para bloqueio de ligações e mensagens", informa a assessoria da Anatel.

Outro ponto a ser debatido são regras que constam no decreto do serviço de atendimento ao consumidor (SAC). Entre elas, está a obrigação das prestadoras de serviço de telecomunicações de gravar e manter o áudio das chamadas por seis meses. As empresas querem gravar as chamadas apenas em caso de contratação, alteração e cancelamento.

Ainda sobre o atendimento ao consumidor, as prestadoras querem acabar com a obrigatoriedade do serviço presencial, mantendo apenas o espaço reservado nos sites das prestadoras de telecomunicações no estilo "fale conosco".

Depois da análise da consulta pública, a área técnica da Anatel encaminhará ao conselho diretor da agência uma proposta para mudança no regulamento.

(com Agência Brasil)

Últimas notícias

Comentários