Publicidade

Estado de Minas SAúDE

Bicarbonato de sódio pode ajudar contra doenças autoimunes

A substância que age como fermento nos bolos é uma aliada do sistema imunológico, diz estudo


postado em 27/04/2018 08:45 / atualizado em 27/04/2018 09:14

Muito comum em receitas de bolos e, até mesmo, como parte de produtos de limpeza doméstica, o bicarbonato de sódio, agora, pode ser um aliado contra doenças graves, incluindo autoimunes. Isso é o que revela um estudo realizado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Augusta, na Geórgia, Estados Unidos, e que foi publicado recentemente no periódico científico Journal of Immunology.

Os cientistas americanos descobriram que beber água com bicarbonato de sódio pode reduzir as chances de uma pessoa contrair artrite reumatoide e lúpus – graças ao efeito anti-inflamatório. A equipe de pesquisa foi liderada pelo fisiologista Paul O'Connor e os testes foram feitos em humanos saudáveis e em ratos de laboratório.

Quando os voluntários beberam bicarbonato de sódio, o produto acionou tanto o estômago quanto o baço. Enquanto o estômago gerava ácido para digerir a comida, as células mesoteliais do baço tranquilizavam parte do corpo do voluntário,  prevenindo contra uma possível infecção bacteriana. A equipe identificou que as células mesoteliais atuaram como protetoras do organismo, cobrindo órgãos essenciais e agindo como uma espécie de "parede" entre eles e possíveis agentes patogênicos. Como se sabe, o baço, que faz parte do sistema imunológico, atua como o filtro da corrente sanguínea. Além disso, o órgão engloba vários tipos de glóbulos brancos, usados na defesa do organismo.

A pesquisa da Universidade de Augusta verificou ainda que, após os participantes beberem a mistura de bicarbonato e água, por duas semanas, as células do sistema imunológico mudavam de função. Conhecidas na comunidade científica como macrófagos, elas se concentravam no papel de reduzir a inflamação, ao invés de promovê-la – como ocorre durante o combate a uma doença. Os macrófagos podem ser encontrados no baço, nos rins e na corrente sanguínea, e também são capazes de consumir células mortas ou feridas.

Outro benefício do bicarbonato de sódio foi induzir ao aumento de tamanho do baço. Os pesquisadores acreditam que o órgão cresceu devido ao estímulo anti-inflamatório que produziu. Paul O'Connor está otimista com as descobertas do estudo e acredita que ele deve ajudar as pessoas que estão sofrendo com doenças autoimunes. "Você não está realmente ligando ou desligando o sistema imunde. Você está apenas dando um 'empurrão', um estímulo anti-inflamatório. É uma maneira pontecial e segura de tratar doenças inflamatórias", comenta o cientista em entrevista para o site científico americano Laboratory Equipment.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade