Publicidade

Estado de Minas CIêNCIA

Cientistas encontram bactéria 'marciana' no Chile

O micro-organismo vive em condições parecidas com as do Planeta Vermelho


postado em 18/06/2018 13:52 / atualizado em 18/06/2018 14:16

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)
Enquanto inúmeras teorias discutem a suposta existência de vida em Marte, cientistas australianos descobriram bactérias que vivem numa região vulcânica do Chile e que, teoricamente, são resistentes a condições parecidas com as que temos no Planeta Vermelho.

No estudo, publicado no dia 15 de junho na revista científica Science, pesquisadores da Universidade Nacional da Austrália avaliaram a microfauna de gêiseres chilenos e descobriram que as bactérias Chroococcidiopsis thermalis são capazes de absorver luz vermelha e converter em energia.

Para esses micro-organismos, a luz brilhante do Sol é considerada nociva e desnecessária para a sobrevivência.

Como Marte está bem mais distante de nossa estrela do que a Terra, a luz que chega até ele é menos brilhante e, como consequência, mais apropriada para a sobrivivência da Chroococcidiopsis thermalis. Diferentemente de qualquer outro organismo terrestre, os cientistas acreditam que essa bactéria poderia viver no Planeta Vermelho sem qualquer assistência externa.

Essa não foi primeira descoberta "marciana" no Chile. Em fevereiro deste ano, uma pesquisa liderada pela Universidade do Estado de Washington, nos Estados Unidos, encontraram micróbios capazes de sobreviver à falta quase total de água, no deserto mais seco do planeta, o Atacama.

(com Agência Sputnik)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade