Psiquiatra americano confirma que existem possessões demoníacas

Com 25 anos de profissão, Richard Gallagher afirma que diferencia transtorno mental de possessão

por Marcelo Fraga 07/06/2018 08:55

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/mallyenterprises/Reprodução
O psiquiatra americano Richard Gallagher é professor de duas universidades e um defensor do exorcismo para casos "diagnosticados" de possessão demoníaca (foto: YouTube/mallyenterprises/Reprodução)
No filme O Exorcismo de Emily Rose (2005), um padre católico é acusado de homicídio por, supostamente, ter provocado a morte de uma jovem durante uma sessão de exorcismo. Na história, que é baseada no julgamento real do suposto assassinato da jovem alemã Anneliese Michel, então com 23 anos, e narrada nas telas pelo diretor Scott Derrickson, os promotores de justiça afirmam que Emily Rose tinha esquizofrenia e deveria ter sido tratada por um médico. Por outro lado, a advogada que defendeu o padre exorcista insistia que a garota estava, na verdade, possuída por forças malígnas e que a Ciência não poderia ajudá-la.

Agora, em uma matéria publicada no domingo, dia 3 de junho, o jornal inglês The Telegraph reacende a polêmica do exorcismo, como foi mostrado no filme de 2005, porém, com o "conhecimento científico" admitindo que as possessões demoníacas podem ser reais. O periódico destaca a opinião do psiquiatra americano Richard Gallagher, professor do Colégio Médico de Nova Iorque e da Universidade de Colúmbia. Segundo ele, que tem mais de 25 anos de experiência na área de psiquiatria, além de reconhecer e tratar transtornos mentais em pacientes, também acredita na influência dos demônios e até indica o exorcismo em alguns casos.

Na entrevista ao Telegraph, Gallagher explica que alguns casos observados por ele não podem ser enquadrados simplesmente como doenças mentais. "São pessoas que sofrem tremendamente. É claro que existem critérios muito rigorosos para determinar qual é o problema dessa pessoa. Portanto, para afirmar se trata de uma possessão demoníaca ou não, faço o diagnóstico do ponto de vista muito científico, e não somente pela intuição", explica o psiquiatra americano.

Assista, abaixo, a um vídeo sobre o caso retratado no filme Exorcismo de Emily Rose:


Essa não é a primeira vez que o especialista fala sobre o tema polêmico na mídia. Ele já concedeu entrevistas para vários meios de comunicação importantes dos Estados Unidos, como a rede de TV CNN e o jornal Washington Post.

Ainda na conversa com o The Telegraph, Gallagher faz questão de revelar que existem "muitos outros" profissionais de saúde mental que também tratam supostos casos de doenças psicológicas como sendo, na verdade, possessões demoníacas. Porém, nas palavras do professor da Universidade de Colúmbia, esses psiquiatras, ao contrário dele, têm medo de admitir isso.

O especialista americano crê que pessoas de todas as religiões podem ser possuídas por forças sobrenaturais, já que, como revela na entrevista ao periódico inglês, os casos de possessão que chegaram até ele foram encaminhados por diferentes líderes religiosos, como sacerdotes, rabinos, pastores e representantes de outras vertentes espirituais.

Richard Gallagher destaca que existe uma pesquisa que aponta que mais de 70% dos americanos acreditam na existência do diabo e que metade destes crentes reconhecem que demônios possuem a capacidade de afetar os seres humanos, mesmo que não seja para deixá-los possuídos.

Últimas notícias

Comentários