Touro criado pela Epamig fica bem ranqueado no Brasil

Jivago se destacou em dois testes da ABCGIL e da Embrapa

por Encontro Digital 11/06/2018 16:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Epamig/Divulgação
O touro Jivago, da Epamig, ficou em 12º lugar do ranking nacional da ABCGIL e da Embrapa, concorrendo num grupo de 40 animais (foto: Epamig/Divulgação)
Segundo o Sumário Brasileiro de Touros 2018 – 26º Grupo de Touros do Teste de Progênie e a 9ª Prova de Pré Seleção da Associação Brasileira de Criadores de Gir Leiteiro (ABCGIL) e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o touro Jivago da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) foi classificado como 12º lugar do ranking nacional, num grupo de 40 animais. Na classificação geral, que inclui cerca de 400 touros, Jivago conquistou a 42ª posição.

O teste e a prova avaliam várias características dos animais e em suas filhas para identificar os melhores em genética da raça gir leiteiro do país.

Uma das principais características avaliadas é a produção de leite pelas crias dos touros reprodutores. Segundo Fernando Franco, chefe da Unidade Regional da Epamig Oeste, quanto mais filhas avaliadas, com boa produção de leite, e quanto mais presente no maior número de rebanhos o touro tiver, maior é a sua confiabilidade e melhor ranqueado ele será. "Esse resultado demonstra que a Epamig está desenvolvendo muito bem o trabalho por meio do seu Programa de Melhoramento Genético do Gir Leiteiro", diz Franco.

O pesquisador Leonardo de Oliveira Fernandes lembra ainda que, além da produção de leite, são avaliadas também características como idade do primeiro parto; produção e teor de gordura do leite; proteína e sólidos não gordurosos do leite; coeficiente de parentesco; e características de conformação e manejo (corporais, de úbere, aprumo, facilidade de ordenha e temperamento).

Segundo o pesqusiador, nos últimos anos, 13 touros da Epamig foram avaliados no Teste de Progênie, sendo que nove deles conquistaram resultados positivos para produção de leite. "Na avaliação top 10% para composto de perna e pés, o touro Jivago da Epamig se destaca. Já na avaliação top 10% para composto de úbere, além do Jivago, se destacam os touros Xiato, Garoto e Fado, todos da Epamig", comenta Leonardo Fernandes. Para ele, o trabalho da empresa mineira, desenvolvido junto ao Teste de Progênie, resulta em maior produção de leite, garante bons aprumos e qualidade de úbere, fatores importantes para a longevidade da vaca de leite, e gera menores custos de investimento.

Vale dizer que o rebanho de touros da Epamig ficam no Campo Experimental Getúlio Vargas, em Uberaba.

(com Agência Minas)

Últimas notícias

Comentários