Veículo desregulado gera 50% mais poluentes

Motoristas devem manter em dia a manutenção dos carros

por Da redação com assessorias 05/06/2018 12:55

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Os noticiários chegaram a relatar que, durante a greve dos caminhoneiros, que causou o desabastecimento de combustível e, consequentemente, retirou grande parte dos veículos das ruas, muitas capitais tiveram uma melhora significativa na qualidade do ar, nesse período. Só na cidade de São Paulo, segundo o Sistema de Informações de Qualidade do Ar, da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), houve redução de 50% nos poluentes em suspensão na segunda, dia 28 de maio. Pois é, a queima de gasolina e óleo diesel é um problema para o meio-ambiente. Com a proximidade do Inverno, que reduz o volume de chuvas, os gases liberados pelos veículos contribuem ainda mais para a piora na qualidade do ar. Proprietários de automóveis devem ter atenção, já que o veículo desregulado pode emitir 50% mais poluentes.

Sérgio Oliveira de Jesus, instrutor do Sest/Senat de São Vicente (SP), lembra que os automóveis são um dos maiores causadores do aquecimento global e seus donos podem ajudar a reduzir a poluição realizando manutenções preventivas. "Uma leitura do manual do proprietário vai oferecer boas orientações para especificações e periodicidades de manutenção", diz o especialista.

As indicações para a troca do óleo e do filtro, por exemplo, estão nesse documento. "Se a manutenção não for feita de acordo com as instruções, o veículo consumirá mais combustível e emitirá mais poluentes", alerta o instrutor. Segundo ele, a troca dos filtros de ar e de combustível no período determinado também contribui para melhor eficiência energética do sistema do carro.

Outra questão diz respeito aos combustíveis "batizados", que possuem elementos químicos irregulares. Eles também provocam mais poluição, além de comprometerem o motor. "O barato pode sair muito caro para o proprietário. O uso desses combustíveis pode comprometer, e muito, a capacidade do motor e aumentar as possibilidades de reparos", afirma Sérgio Oliveira.

Na dúvida, o proprietário deve procurar um mecânico de confiança para fazer uma avaliação geral das condições do veículo. "Mesmo com a correria do nosso dia a dia, é preciso fazer manutenções preventivas. Isso pode trazer uma boa economia no bolso e ajudar a preservar o meio ambiente", destaca o instrutor.

Últimas notícias

Comentários