Anvisa proíbe venda de bomba de tirar leite materno

Produto irregular consta no site da Dican Brinquedos

por João Paulo Martins 17/07/2018 12:52

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Dican.com.br/Reprodução
A Anvisa proibiu a divulgação e a comercialização da "bomba tira leite elétrica", produzida e vendida pela Dican Brinquedos (foto: Dican.com.br/Reprodução)
Por meio da Resolução nº 1.885, de 13 de julho de 2018, publicada na edição de segunda, dia 16 de julho, do Diário Oficial da União (DOU), a Agência Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu proibir a comercialização de uma bomba que é usada para titrar leite materno que vem sendo vendida pela internet de forma irregular.

Por meio da Gerência de Inspeção e Fiscalização Sanitária, a Anvisa considerou irregular a divulgação e a comercialização da bomba "tira leite elétrica" da empresa Dican Brinquedos Ltda, que está à venda na página oficial da empresa, por R$ 399,9, e que não possui autorização de funcionamento na agência.

Com isso, a Vigilância Sanitária decidiu "determinar, como medida de interesse sanitário, em todo o território nacional, a proibição da divulgação, comercialização e uso do produto bomba tira leite elétrica e demais produto para saúde, não regularizados junto a Anvisa, divulgados e comercializados pela empresa Dican Brinquedos Ltda, CNPJ: 05.761.373.0001/07, na internet".

A proibição está valendo desde a segunda (16).

A Dican Brinquedos é sediada no bairro da Barra Funda, na região oeste da cidade de São Paulo (SP), e é responsável pela produção da bomba. Segundo informação que consta na página da empresa, o produto também é massageador e supostamente estimula as glândulas mamárias. "Ela simula o movimento de sucção da criança, intercalando um estímulo rápido com extração lenta. Ela é livre de BPA e possui nove níveis de velocidade", diz o texto informativo que acompanha a "bomba tira leite elétrica".

Últimas notícias

Comentários