Estudo diz que Instagram faz mal para a saúde das mulheres

Isso devido à confusão gerada pelas dietas divulgadas na rede social

por João Paulo Martins 31/07/2018 14:23

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Instagram/Reprodução
A Sociedade Real de Saúde Pública do Reino Unido descobriu que as dietas divulgadas no Instagram estão afetando a ingestão de nutrientes pelas mulheres (foto: Instagram/Reprodução)
Um estudo realizado pela Sociedade Real de Saúde Pública do Reino Unido com 1,5 mil voluntárias, de 14 a 24 anos, que são usuárias regulares do aplicativo Instagram, descobriu que as dietas populares que circulam nessa rede sociais de imagens está levando as mulheres a terem dificiência de nutrientes essenciais. A informação foi divulgada pelo tabloide britânico Daily Mail.

As jovens que seguem os exemplos observados no Instagram apresentam baixos índices de magnésio e de cobre no organismo, alertam os cientistas. Esse problema seria decorrente das dietas que restringem o consumo de glúten, laticínios, carne e até produtos à base de peixes.

A pesquisa mostra que as publicações associadas a refeições específicas estariam deixando o público feminino confuso em termos de quais alimentos devem ser consumidos e quais precisam ser evitados.

"Evitar certos grupos de alimentos está na moda, atualmente, mas, se você seguir essas dietas, precisará trabalhar muito para garantir a aquisição dos nutrientes certos", comenta a nutricionista Emma Derbyshire, em entrevista ao Daily Mail.

Conforme a análise da Sociedade Real de Saúde Pública, dentre todas as plataformas de mídias sociais, o Instagram foi considerado a que mais afeta a saúde mental dos usuários.

Além disso, a pesquisa mostra que as "vítimas" das informações erradas da rede social de imagens apresentam os seguintes sintomas: sensação de depressão e solidão; baixa autoestima e privação de sono.

Últimas notícias

Comentários