Publicidade

Estado de Minas MATRIMÔNIO

Vai casar? Fuja dos erros básicos

Especialista dá dicas para os noivos não terem dor de cabeça


postado em 17/09/2018 16:20 / atualizado em 17/09/2018 16:22

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)

Apesar de ser considerado o evento mais importante da vida do casal, o casamento pode representar uma verdadeira dor de cabeça para os pombinhos. Por isso, é normal que acabem sendo cometidos alguns deslizes durante a preparação da festa.

Para ajudar os noivos, a cerimonialista Shalimar Catramby, da casa de festas Casuarinas, do Rio de Janeiro (RJ), cita alguns erros comuns na organização do matrimônio que podem acabar com o momento perfeito e que, óbvio, devem ser evitados:

Não estabelecer um orçamento
Esse é um erro comum e muito grave na hora de organizar um casamento, informa Shalimar. "Os noivos devem sempre chegar a um acordo sobre o quanto podem gastar e não extrapolarem esse valor", diz. O correto é que tentem ser atendidos os desejos do casal sem fazer estripulias. Além disso, é preciso pesquisar bastante sobre os preços antes de fazer a contratação de algum serviço do evento.

Não fechar a lista de convidados
A especialista afirma que isso não pode acontecer de maneira alguma. "Todos os cálculos da festa são feitos a partir da quantidade de pessoas que estarão presentes. Dessa forma, é muito importante fechar a lista de convidados com antecedência e ter esse número sempre em mente", comenta a cerimonialista. Isso porque a quantidade de convidados será necessária na maioria das vezes que você for contratar algum serviço.

Ignorar pai, mãe ou sogros
"É muito comum que os pais dos noivos gostem de se envolver com os preparativos do casamento. Não somente ajudando financeiramente, mas também com dicas, opiniões e conselhos". Shalimar Catramby lembra que, às vezes, o casal ignora e não dá atenção para o que eles têm a dizer e isso pode deixá-los tristes. "Não custa nada ouvir! Abram espaço para a opinião deles, que também estão tão felizes quanto vocês".

Deixar os documentos para última hora
Casar é um processo demorado e exige diversos documentos que precisam ser separados com antecedência. "Certos trâmites demoram até um mês para se concluírem. Por isso, não deixe para providenciar a papelada, levar no cartório e autenticar em cima da hora". Organização é essencial, alerta a especialista.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade