Marlon Brando teve vários romances homossexuais, incluindo o ator James Dean

A vida pessoal do intérprete de Don Corleone faz parte de um novo documentário da BBC de Londres

por João Paulo Martins 18/01/2017 16:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/Dispara Margot Dispara/Reprodução
Mais uma vez foi confirmado o romance entre os atores e galãs James Dean (esq.) e Marlon Brando (foto: YouTube/Dispara Margot Dispara/Reprodução)
Mais uma vez a conturbada vida pessoal do ator Marlon Brando, morto em 2004, voltou às manchetes dos sites de notícias. Graças a um novo documentário exibido pelo canal britânico BBC. Intitulado Imagine: Listen to Marlon Brando, a produção fala sobre a carreira e os diferentes romances vividos pelo intérprete de Don Corleone, no premiado longa Poderoso Chefão (1972). Apesar de ter se recusado a ficar com as musas Elisabeth Taylor e Sophia Loren, Brando teria tido um caso escondido com o grande ídolo juvenil dos anos 1950, James Dean.

O documentário da BBC mostra que o galã de Hollywood, que conquistou os fãs com papéis marcantes em produções como Uma Rua Chamada Pecado e Apocalypse Now, não teve uma infância nada fácil. Seu pai, Marlon Brando Sr., era extramamente rígido, e a mãe, Dorothy Pennebaker Brando, apesar de ser uma talentosa atriz de teatro, era viciada em álcool. Expulso do colégio aos 16 anos, Marlon Brando foi enviado para uma academia militar no estado do Minnesota, nos Estados Unidos. Curiosamente, foi no internato que tomou gosto pela carreira artística.

Depois que passou a conquistar os espectadores do cinema, Marlon Brando ganhou também o coração de vários colegas de trabalho. Como mostra o documentário britânico, o ator teve casos com a atriz Grace Kelly e a ex-primeira dama dos Estados Unidos, Jacqueline Kennedy. Mas, ele também se aventurou com homens. O artista de voz inesquecível teria ficado com os atores Cary Grant (Ladrão de Casaca e Charada), Rock Hudson (Minha Adorável Espiã e Labirinto de Paixões) e James Dean (Juventude Transviada). Na verdade. suas aventuras homossexuais nunca foram segredo. Em 1976, o intérprete de Jor-El, pai de Kal-El, no filme Superman (1977), chegou a dizer numa entrevista que realmente teve experiências com homens.

Aliás, a notícia de que Marlon Brando teve um relacionamento com James Dean não é uma novidade. O romance entre eles surpreendeu os fãs em 2016, quando foi lançado o livro James Dean: Tomorrow Never Come, escrito pelos jornalistas de celebridades Darwin Porter e Danforth Prince. Segundo a biografia não autorizada do "rebelde sem causa", que faleceu com apenas 24 anos, os dois atores se encontraram pela primeira vez em Nova Iorque, quando o astro de Último Tango em Paris estava participando de uma conferência. A partir daí, Brando e Dean viveram um romance diferente, com pitadas de sadomasoquismo. De acordo com o livro, o astro de Poderoso Chefão, que era sete anos mais velho, gostava até de apagar cigarros no corpo do ator de Assim Caminha a Humanidade.

Últimas notícias

Comentários