Publicidade

Estado de Minas CELEBRIDADES

Lindsay Lohan perde ação na justiça contra o jogo GTA V

A polêmica atriz dizia que uma personagem teria sido baseada nela


postado em 03/04/2018 14:57 / atualizado em 03/04/2018 15:04

A polêmica atriz e cantora Lindsay Lohan, de 31 anos, famosa pelo filme Meninas Malvadas (2004), perdeu na justiça americana sua última tentativa de ganhar o processo que abriu contra a Rockstar, empresa responsável pelo jogo Grand Theft Auto (GTA) V. Seis juízes do Tribunal de Apelações do Estado de Nova Iorque rejeitaram por unanimidade o caso de invasão de privacidade, no qual a artista dizia que uma personagem do game de sucesso teria sido baseada nela. A informação é da rede britânica de TV BBC.

No entendimento dos juízes, a personagem, que, coincidentemente, representa uma atriz e cantora no GTA V, seria parecida com uma jovem americana genérica.

Vale lembrar que Lindsay Lohan entrou com o processo em 2014, menos de um ano depois que a Rockstar Games lançou o famoso jogo – já vendeu mais de 275 milhões de cópias em todo o mundo desde setembro de 2013. Na ocasião, a atriz alegou que a personagem Lacey Jones não só se parecia com ela, mas também tinha uma voz similar e usava roupas que se assemelhavam à própria linha de roupas lançadas por Lindsay.

"As representações artísticas são indistintas, representações satíricas do estilo, aparência e personalidade de uma jovem moderna que não é reconhecível como a demandante [do processo]", diz o juiz Eugene Fahey no texto da sentença.

O tribunal também rejeitou a alegação de que outro personagem do GTA V teria sido baseado em Karen Gravano, do reality show Esposas da Máfia, por motivos semelhantes.

Nem Lindsay Lohan, nem o estúdio Take-Two Interactive, proprietário da Rockstar Games, comentaram a decisão da justiça de Nova Iorque.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade