Publicidade

Estado de Minas SÉTIMA ARTE

Mais de 100 filmes em cartaz na Mostra de Cinema de Ouro Preto

A cidade histórica será a casa de uma programação gratuita, com debates, oficinas, exibições e muito mais


postado em 29/05/2019 17:30 / atualizado em 29/05/2019 17:46

O cineasta baiano Edgard Navarro será o homenageado da Mostra de Cinema de Ouro Preto 2019(foto: Calil Neto/Divulgação)
O cineasta baiano Edgard Navarro será o homenageado da Mostra de Cinema de Ouro Preto 2019 (foto: Calil Neto/Divulgação)
Preservar a história e tratar o cinema como patrimônio. Esse é o objetivo da Mostra de Cinema de Ouro Preto, a CineOP, que chega a sua 14ª edição em 2019. Entre os dias 5 e 10 de junho a cidade histórica será a casa do cinema nacional com uma programação gratuita e repleta de oficinas, debates, mostras temáticas, sessões de cinema e atrações artísticas.

A CineOP é uma mostra audiovisual com alcance internacional que começou em 2006, buscando resgatar e refletir sobre a memória nacional. Segundo Francis Vogner dos Reis, curador da mostra, “o cinema brasileiro recente tem, cada vez mais, buscado reconstituir parte da história do país e do próprio fazer cinematográfico, uma história que ainda não foi organizada devidamente”. Todo ano, o evento divide a sua programação em três temáticas de atuação: preservação, história e educação.

Para a 14ª edição do CineOP foram escolhidos 105 títulos (12 longas, 4 médias e 89 curtas). As obras serão distribuídas nas mostras: Homenagem, Contemporâneo, Preservação, Histórica, Educação e Cine-Escola. Edgard Navarro, diretor baiano conhecido pelo seu trabalho no filme “Superoutro” (1989), será o homenageado desta edição da Mostra de Cinema. O diretor estará presente na noite de abertura do evento e vai participar de uma roda de conversa com o público.

A Mostra de Cinema vai ocupar três espaços de Ouro Preto: o Cine Vila Rica, a Praça Tiradentes (que vai receber um cinema ao ar livre) e o Centro de Artes e Convenções. A cidade não foi escolhida como sede do CineOP por acaso. A antiga capital de Minas Gerais é reconhecida pela Unesco como patrimônio cultural da humanidade e possui um dos mais importantes conjuntos arquitetônico do país.

Confira a programação completa em www.cineop.com.br.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade