Publicidade

Estado de Minas CURIOSIDADE

Cientistas criam sensor de cerveja 'choca'

De forma simples, o dispositivo aponta a 'velhice' da bebida


postado em 30/05/2016 18:22

Imagine comprar uma garrafa de cerveja importada e descobrir que ela está "choca", ou seja, já passou do ponto, apenas quando leva a bebida até a boca. Mas, essa situação chata pode mudar. Cientistas espanhóis criaram um sensor que é capaz de reconhecer quando a cerveja está velha demais.

"Trata-se de um dispositivo que é colocado na cerveja e ele detecta a presença de furfural, um composto que surge à medida em que a bebida envelhece", diz a doutora em química María Cruz Moreno-Bondi, pesquisadora da Universidade Complutense de Madri, uma das criadoras do sensor, em entrevista à agência de notícias argentina Télam.

Segundo a cientista, o sensor é feito de uma membrana de polímero (espécie de plástico), parecida com uma lente de contato. Quando em contato com a cerveja, muda de cor na presença de furfural. Essa alteração é "lida" por um aplicativo, por meio de fotografia.

María Cruz Moreno-Bondi conta à Télam que o grande diferencial desse sistema de reconhecimento de cerveja "choca" é que é de baixo custo, em comparação com o método tradicional de detecção de furfural. Normalmente, é preciso enviar amostra da bebida para um laboratório, para saber se está velha demais. Outra vantagem do sensor criado na Espanha é que qualquer pessoa pode fazer a medição, e a reação química é muito rápida.

Apesar da novidade ser bem curiosa, ainda não existe previsão de comercialização da invenção, já que, segundo a pesquisadora, o sensor é fruto de um projeto do Ministério da Economia e Competitividade da Espanha em parceria com o grupo cervejeiro espanhol Mahou-San Miguel.

(com Agência Télam)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade