Publicidade

Estado de Minas BEM-ESTAR

Amendoim ajuda na perda de peso e no combate ao diabetes

A leguminosa muito usada em doces brasileiros possui inúmeros benefícios para a saúde


postado em 04/05/2018 10:24 / atualizado em 04/05/2018 10:41

Paçoca, cajuzinho e pé-de-moleque. Os três doces típicos do Brasil têm em comum o uso de amendoim, leguminosa que é da mesma família do feijão e fonte de fibras e nutrientes que favorecem a saúde e a boa forma. O ingrediente, que também é muito apreciado nos Estados Unidos, em forma de pasta, é rico em gorduras boas como o ômega-3, o que ajuda a diminuir as inflamações e auxilia no funcionamento regular do intestino.

De acordo com a nutricionista Cyntia Maureen, consultora da Superbom, esse alimento popular é composto por vitaminas e minerais, incluindo vitamina E e do complexo B, podendo ser consumido de diversas formas.

Para auxiliar quem deseja se alimentar de forma mais saudável, a especialista detalha os principais benefícios do amendoim:

Perda de peso
Por conter uma combinação de três macronutrientes – gordura, proteína e carboidrato – essa leguminosa contribui para uma "refeição completa". "Ele ativa o centro cerebral que controla nossa saciedade e faz com que a fome demore mais para aparecer", pontua a nutricionista.

Prevenção do diabetes
De acordo com uma pesquisa publicada no periódico científico da Associação Médica Americana (American Medical Association), a ingestão de duas colheres de sopa de creme de amendoim, ao menos cinco vezes por semana, pode ajudar a reduzir em até 30% o risco de desenvolver diabetes.

Contra o câncer
Devido à presença de algumas substâncias como fitoesteróides, resveratrol e os ácidos fítico e fólico, a leguminosa pode ajudar na prevenção do câncer de cólon, que é o terceiro tipo de tumor mais comum no mundo e um dos mais letais, conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Sistema nervoso
O amendoim é uma excelente fonte de vitamina B3, também conhecida como niacina. "O consumo regular dessa substância pode ajudar na proteção contra o desenvolvimento de doenças como Alzheimer e o declínio cognitivo que se apresenta com o avanço da idade", diz Cyntia Maureen.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade