Publicidade

Estado de Minas TURISMO

Parque Estadual do Ibitipoca comemora 43 anos

Criado em 4 de julho de 1973, o parque possui uma área de 1.488 hectares e ocupa o alto da Serra do Ibitipoca, em Minas Gerais


postado em 05/07/2016 08:26

O Parque Estadual do Ibitipoca completou na segunda, dia 4 de julho, 43 anos de existência. A unidade de conservação, localizada nos munícipios de Lima Duarte e Santa Rita do Ibitipoca, na Zona da Mata, é uma das mais visitadas de Minas Gerais.

"Ibitipoca", palavra tupi-guarani, significa "serra que estoura" ou "serra estourada", devido à grande incidência de descargas elétricas (raios) ou à grande quantidade de grutas. O parque estadual foi criado em 4 de julho de 1973, possui uma área de 1.488 hectares e ocupa o alto da Serra do Ibitipoca, que é uma extensão da Serra da Mantiqueira. A unidade de conservação se localiza na divisa das bacias dos rios Grande e Paraíba do Sul, e é administrado pelo Instituto Estadual de Florestas.

O parque foi classificado como o 3º melhor da América Latina pelo Traveller's Choices 2013 do site de viagens TripAdvisior. A seleção das melhores atrações é realizada com base nas avaliações e opiniões de viajantes que acessam o portal de turismo, considerado o maior site de viagens do mundo e que recebe uma média de 2 milhões de visitantes por mês. No Brasil, o Ibitipoca foi considerado o 2º melhor parque.

Cachoeira dos Macacos é uma das atrações naturais do parque(foto: Evandro Rodney/Agência Minas/Divulgação)
Cachoeira dos Macacos é uma das atrações naturais do parque (foto: Evandro Rodney/Agência Minas/Divulgação)

Atrativos

Entre suas atrações turísticas, o parque possui as cachoeiras dos Macacos, Cachoeirinha e Janela do Céu. Também possui uma série de grutas, entre elas, a dos Coelhos, a das Bromélias e a dos Três Arcos. Além disso, a unidade de conservação abriga mirantes, praias, piscinas naturais e picos como o da Lombada, também conhecido como Ibitipoca, com 1.784 m de altitude.

A fauna encontrada no parque inclui espécies ameaçadas de extinção, como a onça parda, o lobo guará e o macaco guigó. No Ibitipoca é possível apreciar uma variedade de espécies vegetais como orquídeas, bromélias, candeias, líquens e samambaias. Os campos rupestres constituem grande parte da vegetação típica do parque.

A unidade possui infraestrutura completa para receber visitantes e pesquisadores, com portaria, estacionamento, área de camping, restaurante, Centros de Visitantes, de Administração e de Pesquisas, casa de hóspedes e alojamentos.

Serviço:

Parque Estadual do Ibitipoca
Onde fica: Lima Duarte e Santa Rita do Ibitipoca (MG)
Como chegar: de Belo Horizonte, são 320 km de distância. Seguir em direção a Juiz de Fora pela BR-040 e entrar no trevo de acesso à BR-267, seguindo em direção a Lima Duarte. Para chegar ao Distrito de Conceição de Ibitipoca são mais 27 Km de estrada de chão e, de lá, mais 4 Km até a portaria do parque
Horário de visitação: diariamente (exceto às segundas em feriados e férias escolares) das 7h às 18h
Informações: (32) 3281-1101 ou peibitipoca@meioambiente.mg.gov.br

Confira outras imagens do parque:
Paredão Santo Antonio, no Parque do Ibitipoca, chama a atenção dos turistas(foto: Evandro Rodney/Agência Minas/Divulgação)
Paredão Santo Antonio, no Parque do Ibitipoca, chama a atenção dos turistas (foto: Evandro Rodney/Agência Minas/Divulgação)

O Ibitipoca é cheio de grutas e formações rochosas curiosas(foto: Evandro Rodney/Agência Minas/Divulgação)
O Ibitipoca é cheio de grutas e formações rochosas curiosas (foto: Evandro Rodney/Agência Minas/Divulgação)


(com Agência Minas)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade