UFMG é eleita a sétima melhor universidade latino-americana

O ranking foi elaborado pela Times Higher Education. O primeiro lugar é da USP

por Da redação com assessorias 11/07/2016 13:39

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Foca Lisboa/UFMG/Divulgação
A UFMG ficou atrás apenas da USP, da Unicamp, da Pontifícia Universidade do Chile, da Universidade do Chile, da UFRJ e da PUC-Rio, no ranking das melhores universidades da América Latina (foto: Foca Lisboa/UFMG/Divulgação)
Uma boa notícia para Minas Gerais. A UFMG ocupa a sétima posição no Latin America University Rankings (Ranking das Universidades da América Latina), elaborado pela Times Higher Education (THE), que classifica as 50 melhores universidades da região.

O estudo da THE considera 13 indicadores, agrupados em cinco áreas: ensino, pesquisa, citações, internacionalização e transferência de tecnologia. Para o reitor Jaime Ramírez, da UFMG, o resultado é consequência de um conjunto de políticas nas quais a universidade tem trabalhado há anos: "Em todos os setores e em todas as dimensões, o que aumenta a responsabilidade da instituição para manter e ampliar o patamar de qualidade já alcançado".

A Times Higher Education revela que utiliza os mesmos indicadores com os quais trabalha para elaborar o Ranking Mundial de Universidades, mas fez adaptações, com o intuito de "refletir as especificidades das instituições latino-americanas". Um exemplo é a redução do peso das citações de artigos científicos em periódicos, cuja faixa limite era de mil, para um período de cinco anos, no ranqueamento mundial, e passou para 500 na avaliação latino-americana.

O diretor de Relações Internacionais da UFMG, professor Fábio Alves, considera positiva a utilização de critérios específicos, que respeitem a realidade local. "No ranking mundial da mesma agência, a UFMG estava entre o 601º e o 800º lugar. Na classificação regional, foi alçada ao sétimo lugar, tendo ficado acima de algumas universidades que estavam na entre o 401º e o 500º, justamente porque quando as especificidades foram consideradas, o nosso desempenho ganhou destaque", explica o diretor.

Das 10 instituições mais bem colocadas no Latin America University Rankings, cinco são brasileiras. Também foram listadas a USP (1ª posição), a Unicamp (2ª), a UFRJ (5ª) e a PUC-Rio (6ª). O ranking aponta 23 universidades brasileiras entre as 50 melhores da América Latina. O Chile está em segunda posição, com 11 instituições, seguido do México, que tem oito universidades entre as 50 melhores.

Confira as 10 universidades mais bem posicionadas no ranking da THE:

  1. Universidade de São Paulo (USP)
  2. Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
  3. Pontifícia Universidade do Chile
  4. Universidade do Chile
  5. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  6. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)
  7. Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  8. Instituto Tecnológico e de Estudos Superiores de Monterrey (México)
  9. Universidade Autônoma do México
  10. Universidade dos Andes (Colômbia)

(com Agência de Notícias UFMG)

Últimas notícias

Comentários