Fim do mistério: saiba quem financiou a Argentina na Guerra das Malvinas

O conflito contra o Reino Unido em 1982 contou com apoio de um importante país do Oriente Médio

por Encontro Digital 24/08/2016 12:17

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Google Earth/Reprodução
O conflito de 1982 entre a Argentina e a Grã-Bretanha pelo controle das Ilhas Malvinas durou 72 dias e deixou mais de 900 mortos (foto: Google Earth/Reprodução)
Israel vendeu armamento à Argentina durante o conflito armado pelo controle das ilhas Malvinas, que pertencem ao Reino Unido, em 1982, informa o jornal inglês The Telegraph, citando documentos secretos do Ministério das Relações Exteriores da Grã-Bretanha.

Segundo as informações obtidas pelo periódico, antes do início da guerra, Israel exportou para a Argentina caças do modelo Skyhawk, que depois foram usados contra os navios britânicos que patrulhavam o disputado arquipélago no Atlântico Sul. Bombas lançadas destes aviões alvejaram quatro navios, chegando a afundar o RFA Sir Galahad, de transporte e desembarque de tropas. Nesse ataque, morreram cerca de 48 militares britânicos.

Além disso, em 2011, na Argentina, foi publicado um livro contando que Israel fornecia armamento de forma clandestina a Buenos Aires. Os equipamentos chegavam ao país sulamericano pelo espaço aéreo do Peru.

"Israel foi um dos poucos países que asseguraram armas para a Argentina durante o conflito nas ilhas Malvinas", diz o então chefe do departamento do Oriente Médio e África do Norte do Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido, em entrevista ao The Telegraph.

Os dados mostram que Israel continuou suas exportações de equipamento militar para a Argentina depois da guerra.

As ilhas Malvinas (como são conhecidas pelos argentinos) ou Falklands (nome dado pelos britânicos) são objeto de disputa territorial entre a Argentina e o Reino Unido há anos, e a disputa culminou no conflito armado de 1982. A Argentina tentou conquistar as ilhas que o Reino Unido controla desde 1833. O conflito terminou com a morte de 649 argentinos e 255 britânicos. A guerra, que durou 72 dias, foi vencida pela Grã-Bretanha, que era comandada pela primeira-ministra Margaret Thatcher, conhecida como a "dama de ferro".

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários