Publicidade

Estado de Minas OLIMPíADA

Pelé poderá acender a pira olímpica, se a dor no quadril não atrapalhar

O 'rei' do futebol conseguiu a liberação da empresa que agencia sua imagem


postado em 04/08/2016 18:10

Se perguntarmos à população quem deveria ser a celebridade brasileira escolhida para acender a pira olímpica na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio 2016, nesta sexta, dia 5 de agosto, muitos responderão, claro, o "rei" do futebol, Pelé. Não se sabia se ele poderia participar do evento, já que aguardava a liberação da Legends 10, empresa que administra sua imagem. Mas, segundo a assessoria do ex-jogador brasileiro, ele está liberado para a festa no Maracanã.

"Com a empresa, já está tudo resolvido", diz José Forno Rodrigues, o Pepito, assessor de Pelé, ao site do Globo Esporte. Porém, apesar da boa notícia, o eterno craque da Seleção Brasileira vem sentindo fortes dores no quadril, que o impediram inclusive de carregar a tocha olímpica quando ela passou na cidade de Santos, litoral de São Paulo – sua terra natal.

Nos últimos dias, o "rei" do futebol está usando uma bengala para auxiliá-lo na locomoção. Segundo o site do programa esportivo da Globo, os familiares de Pelé o teriam incentivado a participar da cerimônia, apesar da dor, como uma forma de superação. Eles teriam usado o exemplo do ex-pugilista Muhamad Ali, que na Olimpíada de Atlanta, de 1996, acendeu a pira mesmo apresentando um estágio avançado do Mal de Parkinson.

Vale lembrar que apesar de ser o maior nome do futebol brasileiro, Pelé nunca disputou uma Olimpíada em todo a sua carreira de sucesso.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade