Saiba o que são as marcas vermelhas no corpo de Michael Phelps

Os 'chupões' são frutos da ventosaterapia, um tipo de acupuntura

por Encontro Digital 10/08/2016 16:57

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Sportv/Reprodução
As manchas circulares vermelhas o corpo do nadador Michael Phelps dizem respeito à ventosaterapia, que é usada pelo americano para se recuperar das provas de natação (foto: Sportv/Reprodução)
Assim que tiveram início as provas de natação nos Jogos Olímpicos do Rio, o supercampeão americano Michael Phelps chamou a atenção do público. Mas, não em relação ao esporte, no qual, sem dúvidas, é o maior campeão. O nadador sempre é visto com manchas vermelhas em formato circular pelas costas, ombros e peito. O que seriam esses "chupões" no corpo do vencedor de 23 medalhas de ouro nas Olimpíadas?

Não se trata de tatuagens ou machucados. Tampouco de madrugadas "animadas" na Vila Olímpica. Apesar de muitos internautas terem criado teorias absurdas sobre a origem das marcas, incluindo ataque de "polvo gigante" e disputa de paintball, elas não passam de uma atividade medicinal. Os círculos vermelhos são resultado de uma prática conhecida como ventosaterapia, uma forma milenar de Medicina alternativa que emprega ventosas para estimular a circulação de sangue.

A técnica, que é uma forma de acupuntura, consiste em acender uma vela dentro de copos redondos de vidro e colocá-los junto ao corpo do paciente. Uma vez que a chama se apaga, forma-se um vácuo parcial no interior do copo. A diferença entre a pressão interior e exterior acaba por gerar uma força de sucção, estimulando o fluxo sanguíneo e deixando os círculos vermelhos, que desaparecem entre três e quatro dias.

Atletas como Michael Phelps dizem recorrer à técnica para reduzir dores e ajudar na recuperação mais rápida da fadiga resultante dos treinos e das competições constantes. Há outras formas de recuperação usadas por esportistas, como massagem, sauna, banhos de gelo e compressas, mas o ginasta americano Alex Naddour afirmou ao jornal USA Today que a ventosaterapia é "melhor do que qualquer dinheiro que eu gastei em qualquer outra coisa. Esse é o segredo que eu guardei durante todo este ano e me deixa saudável".

(com BBC Brasil)

Últimas notícias

Comentários