Você votaria num candidato chamado Bizarro?

Pois é, confira nomes nada usuais de pessoas que almejam cargos nas Eleições 2016

por Encontro Digital 12/09/2016 17:25

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Eleicoes2016.com.br/Reprodução
Pois é, são tantos candidatos nas eleições municipais deste ano no Brasil, que achar nomes estranhos entre eles não é nada difícil (foto: Eleicoes2016.com.br/Reprodução)
A menos de 20 dias das eleições municipais, a internet descobriu que é possível rir nesse ambiente supostamente "sóbrio". Alguns nomes de candidatos a vereadores e prefeitos são para lá de engraçados. De Biscoito a Bolacha, de Coxinha a "Mortandela", a criatividade e o bom humor aliviam um pouco as tensões políticas pelas quais vive o Brasil.

A extensa lista de Obamas, Stalins, Lulas, Sadams, Kennedys, Diabos e Cristos passa despercebida e sem a menor "graça" diante de candidaturas com inspirações culinárias (Cachorro Quente, Pastel, Abobrinha, Chuchu, Molho e Comida Caseira), mecânicas (Parafuso, Máquina e Geladeira), ameaçadoras (Cruel e Terrível) ou infantis (Ursinho, Elefantinho e Bichinho).

Sem medo de parecerem nojentos, alguns candidatos não se importaram em apelar, como os Melecas no Espírito Santo e em Minas Gerais, o Remela em São Paulo, o Peidão no Paraná, o Peixe Podre no Sergipe e os Lixos espalhados por todo o país.

Alguns, aparentemente nem tentam ligar o nome usado nas Eleições 2016 a algo de fácil entendimento. Eles apostaram em apelidos enigmáticos, como Power Point, Sexta-Feira, Solteiro (que é casado) e Bobão, entre outros. Treta, Perereca, Macumba, Susto e Bizarro também fazem parte da lista curiosa das eleições municipais deste ano.

Para aqueles que ficaram curiosos e gostariam de conhecer um pouco mais dos inúmeros nomes estranhos que poderão ser votados no próximo mês, basta acessar o site www.eleicoes2016.com.br e digitar qualquer coisa (isso mesmo, você vai se surpreender com os resultados).

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários