Publicidade

Estado de Minas INTERNET

Internautas pedem Ronaldinho Gaúcho na Chapecoense

As redes sociais do craque brasileiro estão entupidas de pedidos para ele atuar no clube catarinense em 2017


postado em 01/12/2016 13:31 / atualizado em 01/12/2016 14:02

Depois da tragédia causada pelo acidente aéreo de terça, dia 29 de novembro, que praticamente acabou com a equipe da Chapecoense, muitos torcedores estão preocupados com o futuro do clube de Santa Catarina. Entre as diferentes hipóteses que estão sendo levantadas para a manutenção da equipe, como a cessão de jogadores por clubes brasileiros e de outros países, internautas criaram uma campanha para que o craque Ronaldinho Gaúcho, que atualmente está sem contrato, faça parte do elenco da Chapecoense em 2017.

Com a hashtag (palavra-chave) #RonaldinhonaChape, as redes sociais do ex-atacante da Seleção Brasileira e do Atlético-MG (principal nome da conquista da Taça Libertadores de 2013) ficaram entupidas por mensagens solicitando sua atuação pelo alviverde catarinense. "De coração @10Ronaldinho, ajude a Chape! Mostre sua magia na Chape em 2017 #RonaldinhonaChape", pede o usuário Renatooliveira8 no Twitter. "#RonaldinhonaChape Sou Flamengo, mas quero a Chape campeã brasileira em 2017. O hepta já esperou tanto, pode esperar um pouco mais", diz a internauta Larihborgess.


No dia do acidente com o avião que transportava a Chapecoense para Medelin, na Colômbia, para enfrentar o Atlético Nacional pela primeira partida da final da Copa Sulamericana, Ronaldinho Gaúcho publicou uma mensagem de solidariedade no Instagram junto com o escudo do clube catarinense. "Força para os familiares e amigos de todas as pessoas que estavam neste avião! Que Deus nos conforte nesse momento de luto! #ForçaChape", diz o ídolo da torcida atleticana.

Apesar de todas as suas redes sociais estarem abarrotadas de mensagens com a hashtag #RonaldinhonaChape, o eterno R10 do Galo ainda não comentou esse pedido informal feito pelos internautas.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade