Pastor Silas Malafaia está sendo investigado pela Polícia Federal

Ele está sendo acusado de participar de um esquema de corrupção para desviar dinheiro de royalties da mineração

por João Paulo Martins 16/12/2016 10:10

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Facebook/SilasMalafaia/Reprodução
O pastor Silas Malafaia, do ministério Vitória em Cristo, está sendo acusado de lavagem de dinheiro pela Polícia Federal, em investigação feita pela operação Timóteo (foto: Facebook/SilasMalafaia/Reprodução)
Nesta sexta, dia 16 de dezembro, a Polícia Federal deflagrou uma operação intitulada Timóteo nos estados da Bahia, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins. A polícia investiga um esquema de fraude em cobranças judiciais de royalties devido por empresas de exploração de minério. Um dos envolvidos na organização criminosa seria o pastor Silas Malafaia.

Segundo notícia publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, o líder do ministério Vitória em Cristo, que é ligado à Assembleia de Deus, está sendo investigado pela PF por supostamente ter usado contas bancárias de sua instituição religiosa para lavar dinheiro do principal escritório de advocacia responsável pelo esquema de fraude no Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). De acordo com a apuração da polícia, os advogados investigados pela operação Timóteo tinham acesso a informações privilegiadas sobre dívidas de royalties da mineração e, com isso, o diretor do DNPM indicava os escritórios fraudulentos para os municípios que tinham crédito junto às mineradoras devedoras.

"Nesta manhã, fui acordado por um telefonema de que a Polícia Federal esteve na minha casa. Estou em São Paulo e vou me apresentar. Recebi uma oferta de R$ 100 mil, de um membro da igreja do meu amigo, pastor Michael Abud. Não sei e não conheço o que ele faz. Tanto é que o cheque foi depositado em conta. Por causa disso sou ladrão? Sou corrupto? Recebo ofertas de inúmeras pessoas e declaro no Imposto de Renda tudo o que recebo. Quer dizer que, se alguém for bandido e me der uma oferta, sem eu saber a origem, sou bandido? É a tentativa para me desmoralizar junto à opinião pública", diz Silas Malafaia, em desabafo feito em sua conta oficial no Facebook.

Curiosamente, a operação da PF foi intitulada Timóteo em referência a uma passagem bíblica do evangelho de mesmo nome: "Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição, pois o amor ao dinheiro é raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram a si mesmas com muitos sofrimentos".

Últimas notícias

Comentários