Astronauta russo diz que documentos secretos sobre óvnis, divulgados pela CIA, são bobagens

Aos 82 anos, Aleksei Leonov revela que nunca viu um objeto voador não-identificado e que colegas americanos também nunca mencionaram relatos de óvnis

por Encontro Digital 23/01/2017 10:15

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Cia.gov/Reprodução
De acordo com o astronauta russo Aleksei Leonov, os milhões de arquivos divulgados neste ano pela CIA, em especial os referentes a óvnis e experimentos secretos, seriam insignificantes (foto: Cia.gov/Reprodução)
No início de janeiro, a Agência Central de Inteligência (CIA) dos Estados Unidos liberou a consulta pública a 13 milhões de arquivos, que, até então, eram considerados secretos. Entre o material que passou a ser disponível para o público estão investigações curiosas e polêmicas, incluindo o programa Stargate (criado em 1978 para estudar a aplicação de fenômenos físicos), os milhares de relatos de avistamentos de óvnis e até os testes que foram feitos com o suposto paranormal israelense Uri Geller. Porém, a divulgação dos dados já está causando discussão. Um delas diz respeito ao astronauta russo Aleksei Leonov, o primeiro homem a realizar uma missão fora da espanoçave. Ele afirma que os arquivos divulgados pela CIA relacionados aos discos voadores e aos projetos militares secretos seriam um "completo delírio".

"Tudo isso é uma tolice. Nunca vi nada semelhante. É uma bobagem da imprensa. Atéque ponto a CIA é uma organização séria? Ela faz o que é benéfico para ela. É uma organização que cumpre com qualquer ordem. Sou uma pessoa próxima à instituição. Trabalhei em Houston durante muitos anos e nunca vi objetos voadores não-identificados. E meu caro companheiro Thomas Stafford [astronauta americano da Apollo 10] e o chefe da base aérea Edwards [em Los Angeles, Califórnia] também não sabem nada sobre óvnis", comenta Leonov em entrevista para o canal de TV russo Zvezda.
Cia.gov/Reprodução
Em janeiro, a Agência Central de Inteligência (CIA) dos Estados Unidos divulgou diversos arquivos que eram considerados secretos e que trazem relatos de supostos avistamentos de discos voadores (foto: Cia.gov/Reprodução)

Ele diz ainda que não há como acreditar nesses documentos, pois não existem provas que confirmem que um dia os militares norte-americanos fizeram contato com extraterrestes ou chegaram a encontrar objetos voadores não-identificados. Porém, Aleksei Leonov levanta a dúvida sobre outro fenômeno misterioso que costuma chamar a atenção das pessoas: os círculos nas plantações. "Uma coisa que vale a pena falarmos seria a formação de figuras geométricas absolutamente perfeitas nos campos das cidades russas de Stavropol e Kuban. Em uma noite, aparecem desenhos gigantes e ninguém pode explicar o que são", afirma o astronauta russo de 82 anos, que passou mais de sete dias no espaço e participou de suas missões, a Voskhod 2 e a Soyuz 19.

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários