Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Criança de apenas 2 anos 'salva' irmão gêmeo preso debaixo de cômoda

Vídeo mostra o fato angustiante, ocorrido no estado de Utah, nos Estados Unidos, no final de dezembro


postado em 03/01/2017 17:30 / atualizado em 03/01/2017 17:38

Os irmãos gêmeos Bowdy e Brocky Shoff têm só 2 anos de idade, são moradores do estado de Utah, nos Estados Unidos, e já enfrentaram uma situação complicada. Os pequeninos brincavam no quarto, sozinhos, quando, de repente, a cômoda caiu sobre eles, deixando um dos garotos preso debaixo do móvel. A cena angustiante foi capturada por uma câmera de vídeo instalada no quarto dos gêmeos.

O incidente ocorreu no dia 29 de dezembro de 2016. As crianças tentaram escalar a cômoda, utilizando as gavetas como escada. Porém, o móvel não resistiu ao peso dos dois e acabou cedendo. As imagens mostram que, logo após a queda da cômoda, um dos irmãos "partiu para o resgate" do gêmeo, que ficou preso.

Por sorte, uma das gavetas que estava aberta impediu que o móvel esmagasse os gêmeos. Isso possibilitou que um deles conseguisse sair debaixo da cômoda e pudesse, ainda que com certa dificuldade, arrastar o móvel e salvar o irmão.

O vídeo com as cenas impressionantes foi publicado no YouTube pela mãe das crianças, Kayli Shoff. Em entrevista à rede de TV americana NBC, ela diz que, no momento do incidente, ela e o marido estavam dormindo. "Nós acordamos e conferimos as câmeras para saber se as crianças ainda dormiam. Ficamos assustados quando vimos a cômoda no chão, porque não sabíamos o que tinha ocorrido", conta a americana à emissora.

Segundo Kayli, o vídeo foi colocado no Youtube para conscientizar outros pais sobre os perigos que os móveis podem representar para as crianças. Ainda de acordo com a mãe dos gêmeos Bowdy e Brocky Shoff, após o incidente, ela providenciou a fixação dos móveis da casa nas paredes para que esse tipo de incidente não volte a ocorrer.

Abaixo, o vídeo do "resgate" incrível realizado pelo garoto de apenas 2 anos:

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade