Publicidade

Estado de Minas BRASIL

Menino tenta reproduzir desafio do YouTube e tem 40% do corpo queimado

O jovem cearense tentou realizar o 'desafio do fogo', mas a garrafa de álcool em gel explodiu


postado em 06/02/2017 11:20

Depois do caso do adolescente americano que ficou cego ao "brincar" de escapar da silver tape (fita adesiva resistente), agora, quem acabou sendo vítima de outra "brincadeira" que está se espalhando pelo YouTube é o garoto cearense Kauã dos Santos Peixoto, de 11 anos. No sábado, dia 28 de janeiro, ele estava em casa com o irmão caçula, de 6 anos, quando tentou realizar o chamado "desafio do fogo", em que se joga álcool em gel no corpo para apagar logo em seguida. O problema é que a garrafa desse líquido altamente inflamável explodiu antes do menino tentar realizar a "façanha".

Segundo notícia divulgada pelo jornal CETV, da TV Verdes Mares, afiliada da Globo no Ceará, o pai de Kauã, Cleyton Peixoto, revelou que os filhos estavam em casa sozinhos – tinham saído da residência da avó – quando ocorreu o incidente. "Ele [Kauã] correu para o chuveiro, mas faltava água, na hora. Ele ficou pulando na cama e as chamas até queimaram parte da coberta. Ao ouvir os gritos, vizinhos entraram para apagar o fogo e chamaram a avó dele", diz o pai à emissora, reproduzindo o que soube por intermédio do próprio garoto, que teve 40% do corpo queimado pelo álcool em gel.

O menino possui um canal no YouTube em que publica vídeos sobre diferentes jogos digitais. Porém, com a crescente onda de "desafios", que podem ser encontrados na plataforma audiovisual do Google, Kauã acabou passando a fazer conteúdos mais perigosos. "Ele gosta de tentar essas coisas. Desmonta peças e já tinha brincado com fogo, inclusive. Na escola, já foi expulso de sala por levar isqueiro. Quem grava esses vídeos está induzindo outras crianças a situações perigosas. Os pais precisam ter mais atenção e conversar com elas, explicando os riscos. Acho que não fiz o bastante", desabafa Cleyton à TV Verdes Mares.

O jovem foi internado no Instituto Doutor José Frota, em Fortaleza, com queimaduras de segundo e terceiro graus. Ele está se alimentando por sonda e, de acordo com a assessoria do hospital, seu quadro é considerado delicado, mas estável.

Confira, abaixo, um vídeo que mostra diferentes jovens realizando o "fire challenge", ou "desafio do fogo", que teria surgido nos Estados Unidos. A intenção, segundo os youtubers que realizaram a prática, é conseguir apagar o fogo causado pelo álcool sem deixar que o corpo seja atingido.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade