Nasa quer recuperar a atmosfera de Marte para torná-lo habitável

Os astrônomos pretendem criar um campo magnético protetor no entorno do Planeta Vermelho

por Encontro Digital 09/03/2017 13:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Nasa/JPL-Caltech/Divulgação
Marte perdeu sua atmosfera há bilhões de anos, mas, segundo a Nasa, seria possível criar um campo magnético protetor no planeta, para deixá-lo "amigável" para futuras expedições (foto: Nasa/JPL-Caltech/Divulgação)
Pesquisadores da Agência Espacial Norte-Americana (Nasa) dizem que são capazes de implantar em Marte uma espécie de blindagem magnética, que ajudaria a melhorar o ambiente e restaurar os oceanos do Planeta Vermelho. A declaração oficial sobre essa iniciativa futurista foi dada por Jim Green, diretor da Divisão de Ciências Planetárias da Nasa, durante um seminário científico realizado em Washington, capital dos Estados Unidos.

De acordo com o astrônomo, a criação de um campo magnético poderia facilitar futuras missões humanas ao nosso vizinho. O cientista ressaltou que Marte já teve um campo magnético que protegia sua atmosfera, mas que desapareceu cerca de 4,2 bilhões de anos atrás. Durante os 500 milhões de anos seguintes, a atmosfera do Planeta Vermelho foi se dispersando no espaço. Com isso, o integrante do Sistema Solar acabou se tornando frio e inabitável.

Para superar o problema, os cientistas planejam instalar um escudo magnético em Marte num local chamado Lagrange L1, onde se mantém o equilíbrio gravitacional, o que formaria uma poderosa magnetosfera artificial em todo o planeta, protegendo-o dos ventos solares e da radiação.

"No futuro, é bem possível que uma ou mais estruturas infláveis possam gerar um campo de dipolo magnético a um nível de 1 ou 2 tesla (10 a 20.000 gauss) como um escudo ativo contra vento solar", informa o relatório oficial da Nasa.

A agência planeja enviar missões a Marte em 2030. De acordo com os astrônomos, essa proteção poderia ajudar a restaurar os mares e oceanos do Planeta Vermelho, o que contribuiria para a exploração humana.

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários