Publicidade

Estado de Minas ASTRONOMIA

Marte pode ter vida em seu subsolo, diz Nasa

Imagens geradas pela sonda Maven ajudaram os astrônomos a supor que a vida ancestral do Planeta Vermelho tenha migrado para o subterrâneo


postado em 03/04/2017 16:03

Cientistas da Agência Espacial Norte-Americana (Nasa) terminaram uma investigação que fora criada para saber se existiu vida nos vastos oceanos que antigamente cobriam Marte. A pesquisa, publicada no jornal científico Science Today, examinou os dados captados pela sonda espacial Maven, da Nasa, que está orbitando o Planeta Vermelho.

"É possível que a vida microbiana possa ter existido na superfície desde os primórdios da história do planeta. À medida que Marte ficava cada vez mais frio e seco, alguma forma de vida pode ter sido empurrada para debaixo do solo ou forçada a viver em raros oásis na superfície", diz Trish Chamberson, porta-voz da Nasa, em comunicado à imprensa.

Segundo o cientista Eslayed Talaat, que faz parte da equipe responsável pelo projeto Maven, essa descoberta é um passo significativo para desvendar o grande mistério do ambiente ancestral de Marte.

Os pesquisadores revelaram também que os ventos solares foram responsáveis por retirar do Planeta Vermelho o gás nobre argônio e o gás dióxido de carbono (CO²) – usado pelas plantas no processo de fotossíntese.

(com Agência Sputnik)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade