Publicidade

Estado de Minas CIDADES

Zoo de BH ganha mais um filhote de gorila

É o terceiro da espécie, que está em extinção, a nascer em cativeiro na América do Sul


postado em 10/05/2017 09:57

O nascimento de filhotes em um jardim zoológico sempre é motivo de comemoração. Se o bebê for de uma espécie ameaçada de extinção, o momento é ainda mais importante. Ainda mais quando se trata do terceiro filhote de gorila da planície ocidental (Gorilla gorilla gorilla) a nascer em um zoológico da América do Sul. São esses fatores que têm feito com que a equipe técnica da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte (FZB-BH) celebre mais uma vez o sucesso na reprodução e manutenção do grupo de gorilas na instituição.

A gorila Imbi tornou-se mãe pela segunda vez na segunda-feira, dia 8 de maio. O filhote nasceu por volta das 6h e foi prontamente aconchegado pela mãe, que, agora, deverá ficar mais recolhida para cuidar do "caçula". Como o parto foi normal, não houve a necessidade de nenhuma intervenção por parte dos veterinários da FZB-BH, o que tornou todo o processo bastante tranquilo para os animais.

Com o novo "morador" (o sexo ainda não foi determinado), o grupo desses primatas no zoo de BH passou a contar com três adultos (duas fêmeas e um macho), além dos outros dois filhotes machos.

Os irmãos mais velhos nasceram em 2014, com apenas um mês de diferença entre eles. O primeiro filhote de gorila nascido em zoológico na América do Sul foi Sawidi, em 5 de agosto de 2014. Por sua vez, Jahari veio ao mundo em 10 de setembro do mesmo ano. Desde então, a dupla tem sido a alegria das crianças e também dos adultos que visitam a FZB-BH. Além do interesse pelos filhotes, o que chama a atenção é a harmonia da família de gorilas.

(foto: Suziane Fonseca /FZB/Divulgação)
(foto: Suziane Fonseca /FZB/Divulgação)

De acordo com Homero Brasil, presidente interino da FZB-BH, é muito significativo ser uma das referências na América do Sul no Programa Internacional de Conservação de Gorilas. "Temos obtido sucesso na reprodução de gorilas e isso nos deixa muito confiantes em todo o trabalho que vem sendo realizado por nossa equipe técnica", destaca o dirigente.

A partir de agora, Sawidi e Jahari passarão a ter mais um companheiro de brincadeiras, enquanto os adultos Lou Lou e Leon poderão, junto com Imbi, zelar pela tranquilidade do grupo. Mesmo o grandalhão Leon já foi visto inúmeras vezes manifestando seu carinho e atenção com os filhos. Segundo os biólogos da FZB, a tendência é que o pai, com a chegada do novo bebê, continue a participar de brincadeiras e a estimular a prole em suas incursões no recinto.

Comportamento

O gorila é o primata de maior dimensão e corpulência se comparado a outros como chimpanzé, orangotango e o próprio homem. Os machos adultos podem medir, em posição quadrúpede (apoiados nos quatro membros), cerca 1,70 m de altura. Já as fêmeas são bem menores e possuem em torno de 1,50 m de altura. Eles pesam entre 135 e 275 kg; elas, entre 70 e 140 kg.

Na natureza, esses animais, quando atingem a maturidade sexual, saem do grupo no qual nasceram. Os machos podem formar grupos de solteiros ou ficar solitários até encontrar fêmeas para constituir seu próprio grupo. Para as fêmeas, essa migração se dá por volta dos oito anos e, a partir dos 11 anos, para os machos.

São animais sociais, vivem em grupos de cinco a 30 indivíduos, compostos por um macho dominante (chamado de 'silverback', reconhecido por apresentar as costas cinza-prateadas), fêmeas e filhotes de várias idades. Eles têm o hábito de andar à procura de alimentos e, depois de se alimentarem, descansam. Os jovens e filhotes são mais brincalhões e gostam de subir em árvores.

(com assessoria de comunicação da PBH)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade