Estudo mostra que juros do cartão de crédito caem após novas regras

A informação foi dada pela Associação Nacional de Executivos de Finanças

por Encontro Digital 12/06/2017 10:10

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
As novas regras para o sistema rotativo do cartão de crédito, que começaram a valer no início de abril, estão causando um efeito de queda dos juros dessa modalidade financeira, que tem as taxas mais caras do mercado. É o que aponta a pesquisa divulgada pela Associação Nacional de Executivos de Finanças. Os juros do cartão recuaram de 14,31% em abril para 13,25% em maio, segundo o estudo.

A associação realiza todo mês a pesquisa com a variação dos juros para pessoas físicas e jurídicas. Em maio, o estudo mostrou queda de taxas de juros em todas as modalidades para pessoa física.

Além do cartão de crédito, que registrou a queda mais expressiva, houve recuo de 0,08 ponto percentual nos juros de empréstimo pessoal das financeiras, que caíram de 8,15% para 8,07%. As taxas do empréstimo pessoal em bancos caíram 0,04 ponto percentual, passando de 4,45% para 4,41%.

No comércio, a queda também foi de 0,04 ponto percentual, de 5,76% para 5,72%. Os juros do crédito pessoal automático caíram 0,03 ponto percentual, de 2,23% para 2,2%, e os do cheque especial, 0,02 ponto percentual, de 12,3% para 12,28%.

Novas regras

Desde o início de abril, os consumidores que não conseguem pagar integralmente a tarifa do cartão de crédito só podem ficar no crédito rotativo por 30 dias. A medida consta de reforma microeconômica anunciada pelo governo no fim do ano passado. Ultrapassado o limite, os bancos são obrigados a transferir os débitos no rotativo para o crédito parcelado, que cobra taxas menores.

(com Agência Brasil)

Últimas notícias

Comentários