Publicidade

Estado de Minas PATRIMôNIO

Igreja matriz de Glaura deve receber obras emergenciais

A construção histórica do distrito de Ouro Preto está fechada desde o ano passado


postado em 26/10/2017 16:27

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) vai destinar cerca de R$ 1 milhão para obras emergenciais na Igreja Matriz de Santo Antônio, localizada no distrito de Glaura, em Ouro Preto. O anúncio foi feito durante visita da Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) ao local na quarta-feira, dia 24 de outubro.

A igreja é datada da segunda metade do século XVIII e tombada pelo Iphan. Ela está interditada desde o dia 24 junho de 2016, devido a rachaduras em sua estrutura. A porta está escorada em toras de madeira para ajudar na sua sustentação.

Segundo Rosângela Guimarães, chefe de gabinete do Iphan, a restauração da matriz está prevista desde 2013, como parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) das Cidades Históricas. Ela esclarece que os recursos anunciados provêm da iniciativa privada e devem ser repassados ainda em 2017 à prefeitura de Ouro Preto, que será responsável pela realização das obras emergenciais na igreja.

Ainda conforme Rosângela Guimarães, os recursos já anunciados devem ser utilizados para a realização das obras na estrutura e de drenagem profunda. Além disso, devem ser solicitados mais R$ 6 milhões para a finalização da restauração do templo.

Deputados estaduais e membros do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional visitaram a matriz de Glaura para verificar os problemas estruturais da igreja(foto: Clarissa Barçante/ALMG/Divulgação)
Deputados estaduais e membros do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional visitaram a matriz de Glaura para verificar os problemas estruturais da igreja (foto: Clarissa Barçante/ALMG/Divulgação)

Urgência

O prefeito de Ouro Preto, Júlio Ernesto de Araújo, defende uma intervenção urgente e garante que a reforma da Matriz de Santo Antônio é prioridade para o município. "É preciso uma restauração completa", afirma o político. Para ele, a igreja tem grande importância histórica e significado na vida de cada morador da comunidade de Glaura.

História

A igreja do distrito de Glaura foi erguida entre 1757 e 1764, em substituição a uma antiga igreja de madeira. É uma construção em pedra, com duas torres quadrangulares e janelas sineiras. Internamente, possui três retábulos originários da antiga capela que apresentam trabalho de talha da primeira fase do barroco mineiro.

Originalmente, o povoado era chamado de Santo Antônio das Minas de Baltazar de Godoy, em homenagem a um senhor de lavras e terras local. Em 1943, o distrito foi denominado de Glaura, em alusão a um poema de Manoel Inácio da Silva Alvarenga.

(com portal da ALMG)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade