Melhor forma de repor o colágeno é por meio dos alimentos, sabia?

Especialista fala sobre essa proteína, essencial para a pele e para os cabelos

por Vinícius Andrade 02/10/2017 09:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
A especialista esclarece que a manutenção da produção de colágeno no organismo pode ser garantida por meio da alimentação, que deve incluir produtos como carne vermelha e gelatina (foto: Pixabay)
Ele é responsável por dar firmeza e elasticidade à pele, além de proteger outros tecidos menos resistentes e permitir a conexão com o esqueleto ósseo. Estamos falando do colágeno, que é produzido pelo próprio corpo, e que também pode ser obtido por meio de alimentos, como carne e gelatina, na composição de cremes hidratantes e até em forma de suplemento alimentar – fornecidos em cápsulas ou em pó.

Atraídos pela promessa da reposição fácil de colágeno, muitas pessoas recorrem às loções e aos suplementos na esperança de minimizar as rugas e alcançar uma pele mais jovem. Quando entramos na casa dos 30 anos, nosso corpo passa a produzir menos dessa proteína, o que leva muita gente a buscar alternativas para complementar o nível de colágeno no organismo.

Conforme a dermatologista americana Mary Stevenson, não existem dados conclusivos sobre os benefícios da ingestão de colágeno por meio de suplementos. "Quando você ingere uma proteína, ela é dividida em aminoácidos e seu corpo absorve os nutrientes que precisa. A menos que você seja deficiente em proteína, seu corpo é extraordinariamente eficiente em absorver o que precisa e descartar o que não precisa", esclarece a especialista em entrevista para o portal americano de notícias HuffPost.

A dermatologista recomenda mudanças na dieta para diminuir a perda de colágeno, como o consumo de atum, salmão e óleo de peixe. Além disso, Mary Stevenson lembra que os suplementos devem ser usados somente quando a concentração da proteína estiver em queda no organismo. Alguns sintomas evidenciam essa situação: redução na espessura dos fios de cabelo; aumento da flacidez; e perda de elasticidade da pele, com surgimento de rugas e estrias, por exemplo.

Para repor o colágeno, a recomendação é o consumo de determiandos alimentos, como carnes vermelhas, carnes brancas, gelatina e geleia de mocotó.

(com portal HuffPost)

Últimas notícias

Comentários