Quem nunca sofreu com dor no pescoço?

O problema pode ter várias causas, especialmente a má postura

por Da redação com assessorias 30/11/2017 14:35

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Wavebreakmedia/iStock
A correria em que vivemos acaba gerando vários problemas de saúde, como, por exemplo, a dor no pescoço, que pode ser tratada com massagens, RPG e remédios (foto: Wavebreakmedia/iStock)
A correria do dia a dia, o excesso de trabalho, as horas passadas em frente ao computador e as noites mal dormidas são problemas que afetam o corpo, sobrecarregando principalmente a coluna cervical. Por isso, manter uma postura correta é fundamental para não sofrer com as dores, em especial no pescoço.

Segundo a fisioterapeuta Ana Gil, proprietária do Espaço Ana Gil, no Rio de Janeiro, a dor no pescoço é uma queixa bastante comum na população. "Além da má postura, determinadas patologias também podem ser a causa do sintoma. Junto com a dor podem surgir formigamentos, dormências e a irradiação do pescoço para outros membros, como braços ou mãos, por exemplo. Neste caso, a dor no pescoço pode ser um indício de problemas mais sérios", explica a especialista.

Determinar a origem da dor é essencial para recomendar o método ideal de tratamento e reabilitação. Portanto, é preciso realizar um exame completo para reconhecer a causa da dor cervical. A fisioterapeuta afirma que o tratamento para o pescoço dolorido dependerá do resultado do diagnóstico. Entretanto, ela comenta que muitos pacientes são tratados com sucesso por meio de descanso, medicamentos, fisioterapia, RPG, modificações das atividades ou uma combinação desses métodos.

Vale lembrar que a tensão muscular no pescoço e o bloqueio articular provocam limitação de movimentos, dor e desconforto, portanto, diminuem a qualidade de vida. "O tratamento para a dor cervical deve ser personalizado dependendo da causa, mas todos têm em comum a correção de postura, a fisioterapia e a reabilitação”, diz Ana Gil.

Últimas notícias

Comentários