Sabia que a 'barriguinha' tem a ver com a postura também?

O abdômen avantajado pode ser a soma da gordura e da má postura

por Da redação com assessorias 06/12/2017 15:09

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Atualmente, é muito difícil encontrar alguém que não tenha a famosa "barriguinha de chope". Além disso, algumas pessoas ficam irritadas por não conseguirem se livrar do abdômen avantajado. Mas, o que muitos não sabem é que há uma relação entre a barriga proeminente e a postura.

Isso mesmo: o modo como você anda ou se senta pode afetar muito o aspecto do abdômen. "Uma boa postura tem um grande impacto na forma como trabalhamos a nossa musculatura abdominal. Manter-se com o corpo ereto exige que nossos músculos estejam em equilíbrio, ou seja, nenhuma cadeia muscular pode ganhar a 'guerra', já que impede a correção postural. Quando o equilíbrio acontece, temos a impressão de que a barriga está mais reduzida", comenta a fisioterapeuta Walkiria Brunetti.

Quando a pessoa mantém uma postura que não é adequada, os músculos deixam de trabalhar. "Eles foram postos para 'dormir' e estão 'largados'. Se a pessoa já tem alguma adiposidade nessa região, certamente parecerá maior. Os músculos ficam encurtados e o quadril se projeta para frente, o que dá a impressão de que a barriga está maior do que realmente é", explica a especialista.

Além de manter os bons hábitos, como uma alimentação saudável e praticar atividade física, quem enfrenta o problema postural que afeta a região do abdômen pode corrigir o problema com o Reeducação Postural Global (RPG). "O método alonga os músculos das cadeiais anterior e posterior do corpo de maneira global, fazendo com que o quadril volte para a sua posição neutra e, por meio desse reequilíbrio muscular, o abdominal que estava projetado para frente irá se recolocar", diz a fisioterapeuta.

Depois que a postura é corrigida, é importante manter uma atividade constante para o fortalecimento muscular. Neste caso, a especialista recomenda o pilates. "A técnica é importante para fortalecer os músculos do abdômen, glúteo, paravertebrais e assoalho pélvico, além de trazer inúmeros outros benefícios", afirma Walkiria Brunetti. Ela lembra que a postura correta deve ser mantida também durante a execução dos exercícios físicos.

Últimas notícias

Comentários