Publicidade

Estado de Minas BEM-ESTAR

Tire dúvidas sobre a conhecida má digestão

Será que beber água junto com a comida pode causar problemas gástricos?


postado em 05/12/2017 09:14 / atualizado em 05/12/2017 09:25

Saborear uma suculenta feijoada deixa qualquer um feliz. Mas, quem nunca foi "vítima" desse prato brasileiro? Neste caso, estamos falando dos problemas gástricos que podem ser gerados pelo excesso de gordura, sal e pimenta. Na verdade, a má digestão não é exclusividade dos alimentos mais "pesados". O distúrbio da digestão é caracterizado por um conjunto de sintomas relacionados ao trato gastrointestinal superior, como dor, queimação ou desconforto na região superior do abdômen.

De acordo com uma pesquisa do Ibope Inteligência, realizada em novembro de 2016 e encomendada pelo Eparema, houve um aumento de 9% no aparecimento dos sintomas da má digestão entre as classes sociais A e B. Além disso, na região sudeste, os moradores também passaram a sofrer mais. No mesmo período, a porcentagem dos que obtiveram sintomas de problemas gástricos foi de 43% a 52%.

Para esclarecer alguns mitos e verdades sobre a má digestão, consultamos o gastroenterologista Joaquim Prado Moraes-Filho, professor da USP e presidente da Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva e Neurogastroenterologia:

Alguns alimentos atrapalham a boa digestão
Verdade. De acordo com o médico, "alguns alimentos podem retardar o tempo de esvaziamento gástrico e, eventualmente, provocar sensação de estufamento e desconforto na região do estômago". Ele diz que alimentos gordurosos, em particular, costumam propiciar esse esvaziamento gástrico mais lento, provocando a má digestão. No entanto, outros fatores também podem contribuir para o quadro, como ingerir bebidas gasosas durante as refeições, comer rapidamente e estresse.

Má digestão pode provocar doenças graves
Mito. O incômodo, em si, não provoca doenças graves, mas pode ser um dos sintomas delas, conforme Joaquim Moraes-Filho. Em geral, a condição é um passageira, com duração de um ou poucos dias. O especialista destaca que quando os sintomas forem persistentes, apesar dos cuidados tomados, é preciso consultar um médico, que poderá solicitar a realização de exames específicos para descartar enfermidades como gastrite, úlcera e neoplasias. "Desta forma, é importante estar sempre atento ao tempo e ao formato dos sintomas e não hesitar em procurar auxílio médico", reforça o gastroenterologista.

Comidas saudáveis evitam a má digestão
Verdade. A alimentação saudável consiste na ingestão de alimentos naturais às refeições, com moderação no consumo de gorduras e alimentos muito temperados. A quantidade a ser ingerida é variável de pessoa a pessoa conforme o peso, idade, altura e outros aspectos  fisiológicas. Moraes-Filho esclarece que, de modo geral, uma dieta balanceada inclui alimentos proteicos, como frango, peixe, carne vermelha não-gordurosa e ovos, açúcares, leite e derivados, legumes e frutas. "Em correta quantidade, a alimentação saudável não promove a má digestão e é crucial para a manutenção da qualidade da saúde", afirma.

Beber durante as refeições provoca má digestão
Mito. O ato dificulta a boa digestão, mas não necessariamente provoca o incômodo. O especialista aponta que a ingestão moderada de água e eventualmente vinho, durante as refeições, não é motivo para dificultar a boa digestão. "O que efetivamente pode comprometer o processo digestivo do estômago é a ingestão de bebidas gasosas, sobretudo em grandes quantidades". Outros fatores que contribuem para a digestão saudável é também considerar o modo de comer e o ambiente da hora da refeição. O médico indica que, sempre que possível, o local deve ser tranquilo, sem grandes movimentações, e a mastigação pausada, nutrindo o corpo de energias e calorias para seu correto funcionamento.

(com portal do Ibope Inteligência)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade