Especialista cita situações que levam celebridades à falência

As dicas valem também para quem não tem muito dinheiro

por Da redação com assessorias 11/04/2018 12:43

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Nvdaily.ru/Reprodução
O ex-boxeador Mike Tyson é um exemplo de celebridade que acabou "falindo". Ele perdeu milhões de euros depois que seu casamento com a atriz Robin Givens chegou ao fim (foto: Nvdaily.ru/Reprodução)
Ganhar dinheiro já não é uma coisa fácil, mas, manter a fortuna intacta é ainda mais difícil, especialmente para algumas celebridades. Muitos artistas e esportistas costumam esbanjar, ou ostentar, a riqueza com mansões, viagens caras, roupas de grife, festas, carros importados e até mesmo aeronaves. Apesar de acharem que isso serve para demonstrar poder, o gasto sem controle pode ser uma verdadeira armadilha, independente do patrimônio que se tem.

O ex-boxeador Mike Tyson, os atores americanos Wesley Snipes, Chris Tucker e Nicolas Cage são apenas alguns exemplos de celebridades que conseguiram perder milhões de dólares, tudo devido à má administração financeira. Segundo assessora de investimentos Daniela Casabona, da FB Wealth, entre os principais erros cometidos por essas pessoas, a falta de planejamento com foco no longo prazo é o principal. "O famoso comete o mesmo erro de qualquer cidadão, mas, em uma proporção muito maior. Essas pessoas, ao ganharem uma boa quantia de dinheiro em um determinado prazo, acabam por elevar os custos de vida [gastos] e não possuem um bom profissional cuidando do patrimônio", comenta a especialista.

Aproveitando o tema, a assessora lista alguns dos principais erros cometidos por celebridades que faliram, mas que vale para qualquer pessoa:

Gasto excessivo com supérfluos
Gastar dinheiro excessivamente com festas extravagantes, viagens e bens materiais desnecessários pode parecer algo inofensivo quando se tem um bom patrimônio, mas, segundo Daniela Casabona, é a partir desse ato que as pessoas costumam perder o controle financeiro e, geralmente, acabam perdendo tudo, ou boa parte do que têm. "Podemos ver, claramente, esse fato com os jogadores de futebol, que compram um carro caríssimo antes mesmo de terem alguma quantia guardada ou alocada em um bem", comenta a especialista.

Blindagem patrimonial
"A chamada blindagem patrimonial consiste na proteção do patrimônio da pessoa física que possui algum tipo de participação societária", esclarece a assessora de investimentos. Essa ação tem como objetivo, evitar que o patrimônio pessoal do sócio seja atingido por possíveis dívidas da empresa ou vice-versa. "É feita de forma preventiva pelo empresário que não possui nenhum tipo de débito, mas visa assegurar seus bens e direitos dos riscos incertos do negócio".

Casamento
Muitas celebridades adoram trocar de parceiros e acabam famosas pelos inúmeros matrimônios – a atriz Elizabeth Taylor, por exemplo, casou sete vezes. "Além do gasto exorbitante com cada festa, a separação muitas vezes traz consequências ruins para o patrimônio, dependendo de como foi realizada a comunhão de bens do casal", alerta Daniela. Um exemplo é o ex-pugilista Mike Tyson, que se casou com a atriz Robin Givens por apenas três meses, mas o divórcio acabou gerando o pagamento de uma "indenização" de nove milhões de euros por parte do ex-atleta.

Investimento desconhecido
A falta de conhecimento aumenta ainda mais os riscos de investimentos. "O mercado financeiro é muito amplo e oferece diversas opções de investimento, mas é preciso conhecer seu perfil de investidor antes de começar a investir. Quando se tem patrimônio, muitas pessoas à volta tentam oferecer negócios milagrosos", comenta a especialista. Ela lembra que muitos famosos já foram vítimas das chamadas pirâmides financeiras, em que apenas os criadores do esquema se dão bem. "O brasileiro comum, por exemplo, confia na lábia do gerente do banco e 'investe' em título de capitalização, que é um péssimo negócio", diz Daniela Casabona.

Confiar em pessoas erradas
Outro problema que afeta a preservação do patrimônio é confiar nas pessoas erradas, segundo a assessora. "Desde as pessoas mais próximas que se passam por amigas, namoradas ou que se aproximam apenas por interesse. Muitos deles, por confiarem em pessoas erradas, acabam investindo em algo proposto por essas 'amziades' e acabam tomando um golpe, que prejudica o patrimônio". Um exemplo é Emerson Fittipaldi, ex-piloto de Fórmula 1, que ficou com uma dívida milionária após investir no carro da Copersucar, na década de 1970.

Custo de vida
Com o aumento de dinheiro ocorre também a elevação dos gastos. "Gasta-se em festas, viagens, presentes, carros, casas e sem pensar no quanto cada bem adquirido irá lhe custar. É preciso analisar qual o gasto que aquela extravagância lhe causará, se afetará diretamente o patrimônio ou não". Ao adquirir um veículo de luxo, é preciso avaliar os custos do IPVA, do seguro e da desvalorização, mesmo que o objeto fique parado na garagem. "Mas, o brasileiro não faz esta conta", critica Daniela.

Processos
É muito comum também ver casos de famosos que foram processados, seja por funcionários, sócios, ex-mulher, seja por desconhecidos. "As causas são diversas e os valores que são condenados a pagar são altíssimos. Dependendo do caso e da sentença dada pelo juiz, muitos chegam a perder quase todos seus bens para conseguir pagar o que ficou acordado na audiência".

Últimas notícias

Comentários